Os relacionamentos são como as flores. Se não forem convenientemente cuidados e tratados, também eles perdem frescura e vigor. Nos dias que correm, a rotina, o stresse e a monotonia são alguns dos maiores inimigos dos casais, como reconhece Fernando Mesquita. O sexólogo e terapeuta sexual, que participou no reality show "Casados à primeira vista", exibido pela SIC, aponta, no entanto, dois exercícios que podem combater o problema que deve pôr em prática o quanto antes.

1. Exercício da cativação mútua

É uma das soluções a que deve recorrer fora do quarto. "Está comprovado que a partilha de momentos excitantes ajuda a aumentar a sensação de união no casal", sublinha Fernando Mesquita. Procurem cativar-se mutuamente, todos os dias. "Pode ser algo tão simples como beijar o(a) parceiro(a), onde nunca o fizeram. No pescoço, nos joelhos ou noutro sítio qualquer", sugere o especialista, que não se fica por aqui.

Enviar um SMS a dizer "Penso em ti!" é outra das recomendações do sexólogo. "Ler-lhe um livro, levá-lo(a) a passear num jardim de mãos dadas, darem um passeio de bicicleta… Pode ser algo simples ou algo mais elaborado, como por exemplo preparar um jantar romântico, usar uma lingerie sexy, oferecer uma viagem, saltarem de paraquedas ou parapente, fazerem snorkeling ou andarem na montanha russa", exemplifica.

2. Massagem erótica

Dentro do quarto, esta é a recomendação do especialista. "Em muitos casais em que há um afastamento na intimidade, é importante criar um processo de conexão física ou reconexão com o(a) parceiro(a) de uma forma não sexual e não ameaçadora", explica Fernando Mesquita. "Reservem cerca de uma hora e escolham um local confortável", aconselha ainda.

"Quem recebe a massagem deverá ficar os primeiros 15 minutos de barriga virada para baixo e mudar de posição nos 15 minutos seguintes. Ao fim de 30 minutos, o casal deve trocar os papéis e repetir o processo", prossegue o terapeuta sexual. "Deverão usar pouca roupa durante o exercício, mas a suficiente para se sentirem confortáveis", acrescenta, ainda, o especialista.

"Como o que se pretende é que este seja um momento de partilha de intimidade, e não meramente sexual, está proibida qualquer interação sexual antes, durante ou logo após o exercício", ressalva ainda. A pessoa que recebe a massagem diz ao massagista em que partes do corpo quer ser massajado. Sugerimos começar pela cabeça, pelas mãos, pelos pés ou pelas costas.

Em vez de verbalizar onde quer ser tocada, a pessoa que recebe a massagem pode pegar na mão do massagista e ir dando indicações onde deseja sentir as mãos do parceiro(a). No final do exercício, é importante que o casal fale sobre o que acabou de experienciar. Depois de reconquistada a vontade de intimidade, nada melhor do que a pôr em prática, experimentando as posições sexuais que lhe propomos abaixo.

Texto: Sofia Santos Cardoso com Fernando Mesquita (sexólogo e terapeuta sexual)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.