A realização do habitual protesto naquele dia foi anunciada por Mário Nogueira numa conferência de imprensa na sede da Fenprof, em Lisboa, em que a estrutura fez o balanço do último ano letivo.

“05 de outubro, Dia Mundial do Professor, menos de um mês depois de as aulas começarem e a 10 dias de a proposta de Orçamento do Estado do Governo ser apresentada na Assembleia da República, a Fenprof promoverá a mobilização para que esse seja um dia de grande afirmação dos professores na rua, em defesa da sua profissão e da educação”, disse o dirigente sindical.

Questionado se esta “mobilização” se trataria de uma manifestação nacional em Lisboa, Mário Nogueira confirmou que sim.

“Depois também teremos de ver se a situação epidemiológica o permite, mas eventualmente até os professores irão assinalar o 05 de outubro na (Avenida) 24 de julho”, onde se localiza o Ministério da Educação, acrescentou.

O habitual protesto no Dia Mundial do Professor será uma entre diversas ações que a Fenprof vai promover a partir do mês de setembro, além de reuniões em todas as escolas do país, para acompanhar o plano de recuperação das aprendizagens.

O objetivo, explicou Mário Nogueira, é conhecer as propostas das escolas nesse âmbito, o que foi permitido desenvolver pela tutela e as alterações em relação ao ano letivo anterior.

Na mesma altura, os representantes de professores vão também organizar debates sobre variados temas, incluindo ambiente, digital e o processo de municipalização do ensino público.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.