Se é daquele tipo de mãe que não perde uma oportunidade para disciplinar a sua filha – coisa que, claro, ela não só não entende como considera um exagero – fique a saber que está a educá-la para ser uma adulta bem-sucedida profissionalmente.

Uma pesquisa levada a cabo pela Universidade de Essex, em Inglaterra, demonstrou que as filhas de progenitoras rígidas têm mais probabilidades de alcançar sucesso na vida profissional do que aquelas que têm mães mais despreocupadas. As primeiras tendem a ter mais hipóteses de frequentar o ensino superior e de ganhar salários mais altos.

Para chegar a esta conclusão, foi estudado um universo amplo ao longo de bastante tempo, ou seja, 15.500 raparigas, entre os 13 e os 14 anos, durante um período de seis anos.

Igualmente relevante é o facto de, segundo o estudo britânico, estas miúdas parecerem ser menos propensas a uma gravidez precoce. Em Portugal, uma média de seis adolescentes dão à luz todos os dias.

Segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos a 2015, nesse ano nasceram 2.295 bebés de mães entre os 11 e os 19 anos.

De referir, porém, que este foi o número mais baixo de sempre, desde o final da década de 70 do século XX. No início desta década, a média de adolescentes que davam à luz atingia as 10 por dia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.