Em comunicado, a Diretoria do Norte da PJ refere que um dos suspeitos “era conhecedor das dificuldades económicas do agregado familiar da menor, atualmente com 15 anos, e sujeitou-a a agressões sexuais, a troco de contrapartidas monetárias”.

As agressões terão começado quando a vítima tinha 13 anos e decorreram “até ao presente”.

"O outro suspeito, companheiro da mãe da vítima, aproveitava-se da presença da menor em sua casa para perpetrar também os abusos sexuais que se prolongaram durante cerca de um ano", acrescenta do comunicado.

Os detidos têm 69 e 51 anos, sendo o primeiro reformado e o segundo pedreiro.

Vão ser apresentados a primeiro interrogatório judicial para aplicação das respetivas medidas de coação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.