A maioria das escolas ainda vende folhados, bolas-de-berlim, croissants com chocolate e refrigerantes em bares e em máquinas de venda automática, as chamadas vending machines.

Segundo escreve a edição impressa desta quinta-feira do Diário de Notícias, um estudo feito na Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto avaliou quase 20 escolas do concelho e concluiu que o incumprimento é generalizado.

Mais de 80% das escolas ainda estão a oferecer produtos que não deviam estar disponíveis - devido às novas regras introduzidas pela Direção-Geral da Educação em 2012 - e apenas metade oferece fruta e sumos.

Margarida Liz Martins, professora da instituição, que participou no trabalho, diz que o estudo foi realizado no concelho do Porto.

"Dos 26 estabelecimentos de segundo, terceiro ciclo e ensino secundário, responderam 17, mas ao todo estão envolvidos 28 724 alunos".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.