O Governo promete gastar mais de 1.500 milhões de euros este ano em medidas de incentivo para que os jovens comecem a ter filhos mais cedo. O executivo vai ainda avançar com a atribuição de um subsídio para a creche para quem tenha mais do que um filho.

A partir do último trimestre deste ano, todas as famílias com um segundo ou mais filhos até aos três anos de idade vão ter direito a um cheque para ajudar com as despesas da creche. O montante ainda não está definido, mas a ministra do Trabalho, Ana Mendes Godinho, garante que todas as famílias terão direito a esta "subsídio" independentemente dos rendimentos.

Também está previsto o alargamento da licença obrigatória para 20 dias úteis por parte do pai a seguir ao nascimento.

"Em 2015, para as mesmas medidas, tínhamos mil milhões de euros. São mais 500 mil milhões de euros para os instrumentos de apoio à natalidade, concretamente para as licenças de parentalidade e para o abono de família, com a concretização plena do quarto escalão e o alargamento da abrangência das crianças dos 12 para os 36 meses. Isto reflete um impacto financeiro de 37 milhões de euros a mais, ou seja, de acréscimo", disse a ministra Ana Mendes Godinho ao jornal "Público".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.