De acordo com a mesma fonte, o caso ocorreu, na passada sexta-feira à tarde, na Escola Básica 2,3 São João de Deus, em Montemor-o-Novo, tendo os militares do programa “Escola Segura” sido alertados pela direção do estabelecimento de ensino.

A fonte indicou à agência Lusa que a suposta violação terá ocorrido no interior da escola, tendo a vítima sido transportada para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) para fazer exames.

A GNR deslocou-se ao estabelecimento escolar e contactou a Polícia Judiciária (PJ) por se tratar de um tipo de crime que está sob a alçada daquela autoridade.

A mesma fonte indicou que a vítima é um aluno de 11 anos e que o alegado agressor é um outro estudante da mesma escola com 12 anos.

Inimputável criminalmente por ser menor de 16 anos, o alegado agressor não foi detido e o caso terá sido remetido para o Tribunal de Família e Menores.

A agência Lusa questionou o Ministério da Educação, tendo uma fonte oficial confirmado que o caso foi comunicado pela escola à GNR.

A mesma fonte indicou que a tutela está a acompanhar a situação.

A Escola Secundária de Montemor-o-Novo, sede do agrupamento, também foi contactada pela Lusa, mas um funcionário disse que não se encontrava ninguém da direção.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.