A massagem perineal é um tipo de massagem feita na região íntima da mulher que ajuda a alongar os músculos vaginais e o canal do parto, facilitando a saída do bebé durante o parto normal.

Segundo a Weleda, fabricante de produtos de cosmética, higiene e bem-estar naturais, a massagem perineal durante a gravidez é eficaz na redução de traumas e episiotomias perineais, razão pela qual é recomendada a partir da 32ª semana, desde que não haja contraindicações médicas.

Esta massagem visa alongar e tornar os tecidos mais flexíveis, aumentar a elasticidade do períneo e familiarizar a mulher com a sensação de alongamento, permitindo-lhe relaxar mais durante o parto.

Além disso, estes exercícios permitir-lhe-ão tomar consciência dos músculos envolvidos na passagem do bebé para o exterior, de modo a poder controlar estes músculos durante o parto para facilitar a saída do bebé e da placenta.

A técnica consiste na aplicação de um óleo natural usando os dedos indicadores ou polegares de ambas as mãos, ou indicadores e dedos médios de apenas uma delas, colocando-os na vagina, exercendo pressão para baixo e estirando o períneo de um lado a outro.

A realização desta massagem durante pelo menos 5 semanas antes do parto numa base regular e durante 5-7 minutos é suficiente para reduzir a probabilidade de laceração e episiotomias.

Escusado será dizer que apenas os óleos naturais mais puros e selecionados devem entrar em contacto com a área íntima. O Óleo de Massagem Pré-Natal da Weleda, criado em colaboração com parteiras e farmacêuticos, é 100% natural.

É composto por um óleo de amêndoa biológico suave e óleo de gérmen de trigo, rico em vitamina E, que nutre e relaxa a pele perineal, deixando-a mais flexível.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.