A atividade física regular e moderada tem benefícios para a criança diagnosticada com alergias e/ou com asma, concluiu um estudo nacional levado a cabo pela Faculdade de Medicina e pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, desenvolvido em colaboração com o Hospital de São João. Foi a primeira vez que estes resultados foram documentados em humanos. Anteriormente apenas tinham sido sugeridos em modelos animais da doença.

Segundo André Moreira, autor do estudo, «as crianças devem, idealmente, praticar atividade física moderada cinco a sete vezes por semana». É, todavia importante, que os pais não descurem a toma de medicamentos dos filhos para o combate da doença, se for caso disso. É também fundamental que os progenitores sigam outras regras:

- As crianças devem fazer o aquecimento antes da prática de exercício e, no final, fazer uma pausa de cerca de cinco minutos para recuperar do esforço físico.

- Em caso de sintomas de asma durante o exercício, nomeadamente tosse e uma respiração mais ofegante, é essencial fazer uma breve pausa antes de retomar a atividade. Se vir que o esforço está a ser excessivo, faça-o parar.

- Em períodos de maior frio ou humidade, a criança deve usar um cachecol fino que lhe cubra o nariz e a boca.

- Nos dias mais quentes ou muito húmidos ou quando o índice de poluição atmosférica e/ou o índice polínico são muito elevados, é desaconselhada a prática de excercício físico.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.