Muitos pais não sabem lidar com as birras dos filhos e isto pode tornar-se numa imensa angústia... Ou por acharem que não devem ser demasiado autoritários ou por cederem por cansaço. O que é importante reter é que se uma criança se for apercebendo que leva a dela adiante por fazer uma birra, será muito difícil para a mesma lidar com as contrariedades da vida quando for adulta. Assim, os pais e educadores deverão desde cedo ter pulso firme, coerência e consistência na forma de agir com as crianças, por forma a contrariar e controlar as tão famosas birras. Deixamos-lhe aqui algumas dicas para ajudar a lidar com esta situação.

Dizer não
Eis uma palavra que, mesmo em fase adulta, é difícil de ouvir e, em muitos casos, dificuldade em dizer. No entanto, deverá ser uma palavra introduzida assim que o seu bebé comece a compreender aquilo que lhe é transmitido. Deverá demonstrar desagrado quando há um comportamento que acha negativo, mas satisfação quando há algo positivo. Calmamente diga-lhe que não, mas explique quais os motivos e consequências voltando a reforçar o 'não'. Por exemplo “Não! Não subas. Podes cair.”

Cansaço
Muitas horas a dormir mal, aliado ao trabalho e a outras tarefas inerentes à vida familiar e não só podem levar toda a gente à exaustão. No entanto, tem de se mentalizar que se a rédea não for curta agora, no futuro irá certamente complicar-se e estará a contribuir para uma pessoa mimada que não saberá lidar com os altos e baixos da vida. Tente munir-se de toda a paciência que conseguir porque o comportamento da criança, inevitavelmente, tem tendência a alterar, uma vez que a criança irá aperceber-se que não adianta fazer birras consigo para levar a dela adiante. Tente perceber o porquê da birra, motivos e sentimentos, falando com ele calmamente e ajudando-o a lidar com essas emoções.

Reforço positivo
Quando o bebé lhe corresponder de forma positiva não descure, mas incentive. Demonstre o seu agrado e reforce com palavras e atitudes positivas o que ele fez de bom por iniciativa própria. Com o tempo ele irá entender que é preferível agir de maneira a obter esses estímulos positivos.

Não ceder a provocações
As crianças tendem a esticar a corda e estão sempre a avaliar até onde podem ir. Se ceder vai perder! É tão simples quanto isto. Se a birra for em casa ignore e se for na rua não ceda à vergonha. Já houve adultos que se sentaram no chão aos berros a imitar os seus filhos e estes ficaram perplexos e acabaram por se calar.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.