‘The Palace Papers’, o novo livro da biógrafa real Tina Brown, faz revelações surpreendentes e uma delas refere-se à perceção que o príncipe William teve da relação do príncipe Harry com Meghan Markle, ainda no seu início.

A escritora nota que o duque de Cambridge considerou que a ex-atriz iria ter muitas dificuldades em adaptar-se à sua nova vida na realeza e o irmão em lidar com a pressão da imprensa - algo que mais tarde se veio a confirmar com o ‘Megxit’.

“Uma pessoa próxima do duque de Cambridge disse-me que o William achava que ela deveria ter mais tempo para construir uma vida no Reino Unido, fazer amigos que não tivessem de ser trazidos às escondidas para o palácio”, nota.

“Já tinha sido difícil o suficiente para a Kate, mas a Meghan era uma atriz com glamour que seria a primeira mulher mestiça a juntar-se à família real, fatores que acrescentariam uma enorme pressão”, defende.

Em relação a Harry, os dois irmãos estavam longe de chegar a um acordo: “No que diz respeito ao irmão, a reação de Harry pode ser resumida a: ‘Bem, na verdade a melhor maneira que tenho de protegê-la é casar com ela o mais rápido possível, pois quanto mais cedo casar com ela, mais depressa conseguirá a proteção policial’”.

Nesta altura, os irmãos cortaram relações.

Leia Também: Meghan Markle andava 'à caça' de malas de luxo, conta biógrafa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.