"Hoje, a caminho da escola dos meus filhos, ouvi a notícia do número de óbitos. Tenho andado numa angústia enorme, as imagens dos hospitais trazem-me lembranças muito duras e confesso que não tenho conseguido gerir da melhor forma", começou por confessar Núria Madruga na sua página de Instagram, esta terça-feira, 19 de janeiro.

"Quando entraram no carro, eu estava de lágrimas nos olhos e eles perguntaram o que se tinha passado...Silêncio. E lá tentei explicar o melhor que pude", contou, mostrando-se muito preocupada com o agravamento da pandemia em Portugal.

"Mas, como é que podemos explicar aos nossos filhos que isto está completamente descontrolado? Como é que vamos dizer aos nossos filhos, a quem temos o dever de proteger, que os nossos profissionais de saúde estão esgotados e já sem condições para poderem tratar todas as pessoas? Como?!", acrescentou, referindo-se ao facto dos hospitais estarem a atingir o seu limite.

"No meio da conversa, ainda levaram na cabeça porque um deles magoou-se na escola, nada grave felizmente. Mas se uma chamada da escola já enervava nos tempos ditos normais, imaginem agora", concluiu.

Leia Também: Apelo sobre a Covid-19: Núria Madruga lembra que não pôde abraçar o pai

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.