A cantora Gretchen já foi vítima de violência doméstica e recordou esse período em que "foi agredida fisicamente, psicologicamente e emocionalmente, de todas todas as formas".

"Sofri de violência doméstica de todo tipo. Em algumas relações menos tempo e noutras mais. Tive que me anular várias vezes como artista para evitar as agressões. Inclusive ele colocava uma pessoa no meu escritório para controlar os meus espetáculos, mentir que as minhas datas estavam ocupadas para os contratantes e assim eu não poder trabalhar", lembrou a artista brasileira, como cita a revista Quem.

"Vivi sete anos com isso. Mas nunca precisei procurar ajuda. Percebia que aquilo não era uma coisa correta, mas fomos criadas numa sociedade que dizia que isso era normal", partilhou.

"Na minha época não existia isso de denunciar. Era uma cultura de que a mulher apanhava do marido e isso era uma coisa normal. Uma ideia que passava de geração em geração. Por isso, deixei-me levar até ao momento em que amadureci e fiquei mais forte. Eu mesma tomei a decisão", contou.

Agora, a cantor faz parte do 'Projeto Ocitocine-se', que "ajuda outras mulheres a recuperarem a sua saúde emocional e a serem reinseridas no mercado de trabalho". O atual marido de Gretchen, Esdras de Souza, também faz parte do projeto.

"Este projeto vai cuidar, proteger e restaurar a autoestima da mulher que sofreu de violência doméstica. O Esdras fez a pós em musicoterapia exatamente porque acha importante restaurar a autoconfiança e autoestima destas mulheres", disse a artista.

Leia Também: Filha de Gretchen confirma namoro com cantor. Mãe aprova romance

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.