Rui Maria Pêgo fez uma longa publicação na sua conta de Instagram na qual refletiu sobre o ano que está prestes a findar. Perto de completar 30 anos – data que irá comemorar no dia 21 de janeiro – o radialista assume que com o passar do tempo muita coisa em si mudou.

“Vou tentando lembrar-me que tenho o privilégio de criar discurso num mundo em que o ódio assina leis em cada vez mais terras. Esforço-me por perceber que cada escolha é um ato político em si mesma e já digo mais vezes que não”, sublinha, referindo-se à atualidade.

“2018 foi um ano torpedo. Estive em NY [Nova Iorque] 3 vezes, percebi LA e não amei, vi de perto o disparate e a glória da Eurovisão, amei a rádio como se fosse o meu primeiro amor e descobri pessoas pelo caminho que provam que as boas influências não se regem por likes ou seguidores”, relata.

Posteriormente, o filho de Júlia Pinheiro também revela que o amor lhe bateu à porta, mas sem dar grandes pormenores sobre o assunto. “Apaixonei-me este ano sem (muito) medo e, claro, fui um GQ man! Um ano não se comprime num texto, nem a História do que somos cabe numa rede, por isso, quero só dizer-vos obrigado”, completa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.