Rogério Samora está a dar em doido por causa do personagem que desempenha na novela da SIC “Rosa Fogo” – um vilão que se diverte com as maldades que faz aos outros. Triste e cansado, o ator já teve de recorrer aos antidepressivos e continua a ser acompanhado por um psicólogo.

Na rua, há pessoas que confundem o verdadeiro Samora com o mauzão “José da Maia”, olham-no de lado, insultam-no e até já houve um tipo mais radical que lhe deu um estalo quando o ator estava parado num semáforo, no Parque das Nações, em Lisboa.

Apesar de se considerar a 100 por cento no plano profissional, Rogério receia que a maldade do personagem que interpreta se vire contra ele.

“Este vilão tira-me o sono”, disse o ator, recentemente. “Olho-me ao espelho e não me vejo eu. (…) Estou com muito medo do personagem porque estou a absorver tiques, especialmente o olhar e o sorriso”, acrescentou.

Por tudo isso, e também por “coisas” do seu passado que, segundo diz, ainda não resolveu, Rogério Samora teve de recorrer a um psicólogo, que está a tratá-lo há um mês e meio.

Mas, descansem os fãs, o ator garante que não tenciona desistir da novela: “O mais importante é a personagem e a SIC paga-me muito bem para fazer o meu trabalho. Nem que tenha e morrer a meio… Se tiver de me suicidar, não me importo!”, declarou ele ao “Correio da Manhã” de hoje.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.