Marielle Franco morreu esta quarta-feira, dia 14, aos 38 anos. Uma notícia que deixou várias figuras públicas em choque, pois a vereadora do Rio de Janeiro era muito acarinha por ser uma mulher ativista, que lutava por várias causas.

As reações à sua morte continuam a surgir nas redes sociais e, entre as muitas figuras públicas portuguesas que homenagearam Marielle Franco, estão ainda Rui Maria Pêgo e Joana de Verona.

“Marielle era uma enxurrada. Denunciava a corrupção. Mostrava como o racismo molda a sociedade - a nossa também -, e era um exemplo vivo de como a superação através da educação é possível. Que horror que uma mulher tão brilhante tenha sido mais uma vítima daquilo que tentou toda a vida conter - a violência”, disse o filho de Júlia Pinheiro na sua conta do Instagram.

Por sua vez, Joana de Verona escreveu na sua rede social: “Mulher. Negra. da favela. Defensora dos direitos Humanos. Feminista. Lutadora. Convicta. Destemida politicamente. Vereadora do Rio de Janeiro. Marielle Franco foi Silenciada. Assassinada!”.

De referir que vereadora e o motorista foram assassinados na região central do Rio de Janeiro, no Brasil.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.