A rainha Isabel II, de Inglaterra, vai mudar-se para o Castelo de Windsor e deixar Londres, como medida de precaução devido à pandemia de Covid-19, de acordo com um anúncio divulgado hoje pelo Palácio de Buckingham.

A monarca, de 93 anos, vai mudar-se para o castelo, situado a 32 quilómetros de Londres, uma semana mais cedo do habitual por altura da Páscoa, depois de terem sido consultadas as autoridades de saúde e o Governo britânico.

Os compromissos previstos para as próximas semanas já tinham sido adiados ou cancelados por "precaução" e por "razões práticas nas atuais circunstâncias", mas Isabel II vai manter os encontros com o primeiro-ministro, Boris Johnson, e outras reuniões com apenas uma pessoa.

O Governo de Boris Johnson recomendou à população mais vulnerável, em particular àqueles com mais de 70 anos, que evitassem "contactos não essenciais" com outras pessoas nas próximas 12 semanas, para atrasar a proliferação do novo coronavírus.

As festas de primavera que a rainha acolhe por esta altura, e nas quais participam milhares de pessoas, foram adiadas e outros eventos futuros - como as comemorações do final da II Guerra Mundial na Europa e uma visita estatal do Imperador Naruhito, do Japão - estão em dúvida.

Leia Também: Carlos de Habsburgo-Lorena é o 1.º infetado com coronavírus na realeza

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.