O príncipe William falou pela primeira vez sobre o caso do seu pai, o príncipe Carlos, depois deste ter sido diagnosticado com o novo coronavírus. Juntamente com a mulher, Kate Middleton, o duque de Cambridge esteve à conversa com a BBC Breakfast, confessando que no início ficou “bastante preocupado”.

“Tenho de admitir, no início fique bastante preocupado, ele enquadra-se no perfil de alguém, que na idade em que se encontra, é altamente de risco”, afirmou, conforme notou o jornal Daily Mail.

“O meu pai já teve muitas infeções respiratórias, gripes, e coisas desse género ao longo dos anos. Por isso, pensei para mim mesmo, se há alguém que consegue vencer isto, é ele”, acrescentou.

William fez ainda saber que o príncipe de Gales teve sintomas bastante leves e que a coisa mais difícil no processo de recuperação para ele foi parar, não podendo fazer uma caminhada e apanhar ar puro.

“Obviamente ainda penso nos meus avós - tendo em conta a idade deles, estamos a fazer de tudo para assegurar que se mantêm isolados e que os protegemos”, sublinhou, referindo-se à rainha Isabel II e a Fillipe de Edimburgo.

Leia Também: Terá sido este o segredo da recuperação do príncipe Carlos?

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.