A pandemia viral de COVID-19 que obrigou o mundo a ter de se recolher em casa durante semanas impediu Ângelo Rodrigues de terminar as gravações do documentário que mostra a sua recuperação da infeção generalizada que quase lhe tirou a vida em agosto e setembro do ano passado e o obrigou a dois meses de internamento hospitalar. Por causa do novo coronavírus, o ator e cantor de 32 anos não conseguiu terminar as gravações planeadas. "A edição também está parada", revelou fonte próxima do artista portuense à revista TV Guia.

"Falta pouquíssimo da sua recuperação", confidencia. "Em agosto, quando fizer um ano sobre o que aconteceu, a conversa vai voltar e ele queria que, nessa altura, o assunto já estivesse morto", afirma um amigo do artista. As gravações em falta devem ser retomadas no início de junho, altura em que arrancam as da nova temporada da telenovela da SIC "Golpe de sorte", que conta novamente com a presença do ator. Para além do documentário, Ângelo Rodrigues, um apaixonado por viagens, tem ainda dois novos projetos literários em mãos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.