Um dia depois de ter sido divulgada a causa da morte de Bobby Brown Jr. - uma overdose acidental de cocaína, fentanil e álcool -, o pai do jovem, de 28 anos, quebrou o silêncio numa nota obtida pela revista People, esta terça-feira.

Bobby Brown e a mãe do filho, Kim Ward, acreditam que foi alguém que deu a Bobby Brown Jr. as drogas que o levaram a sofrer a overdose.

Ward disse que Brown Jr. "não consumia drogas". "O Bobby costumava ser facilmente influenciado", acrescentou.

"Esta é uma situação em que ele se relacionava com as pessoas erradas. O meu filho foi embora e aqueles que contribuíram para a sua morte devem ser responsabilizados", destacou.

Por sua vez, o advogado dos pais de Bobby Brown Jr., Christopher Brown, disse que os mesmos acham que o filho consumiu fentanil "sem o seu conhecimento" e "acreditam que isso matou" o jovem.

O advogado acrescentou ainda que, embora tivessem sido identificadas outras drogas no corpo de Brown Jr, foram destacadas quantidades fatais de fentanil.

"A minha família continua a lamentar a morte do meu filho", disse o pai do jovem, o artista Bobby Brown, de 52 anos, à People no comunicado. “O fentanil de rua tirou a vida a tantas pessoas desnecessariamente e o Bobby Jr. é outra vítima. [...] Aqueles que fornecem esta droga devem ser responsabilizados pela morte e destruição que ela causa", realçou ainda.

Leia Também: Morreu o ator George Segal, de 'Os Goldberg'. Tinha 87 anos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.