Paulo Oom e Custódia Gallego foram os escolhidos para apresentar ao público a autobiografia de João Ricardo, 'Os Dias que (Não) Contam'.

Amigo e colega do falecido ator, Paulo Oom recordou o amigo, que morreu em novembro de 2017 na sequência de um tumor maligno no cérebro, e a forma como o conheceu.

“Conheci o João Ricardo há 30 anos, ele é padrinho do meu filho mais velho, fizemos muito teatro juntos, ele fazia parte do grupo que eu fundei ‘Teatroesfera’, temos muito boas memórias juntos”, começou por lembrar o ator em conversa com o Fama Ao Minuto, confessando estar muito emocionado por apresentar o livro do amigo.

É uma emoção muito grande. Lembrar-me dele e das coisas boas do João”, afirmou.

Questionado sobre as saudades que sente de João Ricardo, Paulo Oom não hesitou em dizer que mesmo antes de morrer o ator já deixava saudades. “O João começou a deixar saudades assim que nós soubemos que ele estava com uma evolução negativa, ficámos logo com um aperto no coração”.

Apesar de ter ficado surpreendido com a forma rápida como a doença evoluiu, Oom partilhou que esteve sempre ao lado de João Ricardo. “Quando soube da segunda fase da doença, já um bocadinho avançada, eu não estava a contar. Fui apanhado de surpresa e fui visitá-lo ao hospital, onde ainda o encontrei bem disposto. Depois em casa já o apanhei muitas vezes a dormir e ficava só a fazer-lhe companhia, só para estar com ele um bocadinho".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.