Nuno Santos dirigiu-se esta manhã a uma repartição pública para tratar da renovação do Cartão de Cidadão, mas foi surpreendido com a porta fechada, "sinal dos estranhos tempos". Mas o que mais o inquietou, como confessou na sua página de Instagram, foram as ruas desertas.

"O que choca mais, quando se deixa o Chiado, é a cidade sem vida. Não a Lisboa que amanhece de quando aqui andava há 25 anos ou mais, mas a Lisboa que parece desfalecer perante o horror destes dias de chumbo. E, no entanto, não haver (quase) ninguém é o que se deseja e o que precisamos. Ninguém está a salvo", lamentou.

As palavras do diretor-geral da TVI surgem na legenda de uma fotografia do Chiado, no centro da capital. Veja abaixo.

Leia Também: Sequelas da Covid-19. Marta Rangel em reabilitação respiratória

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.