Nicki Minaj revelou que a morte do seu pai foi a "perda mais devastadora" por que passou na vida. Robert Maraj, nome do progenitor, morreu em fevereiro deste ano vítima de atropelamento e fuga.

Apesar de não estar preparada para falar com grandes pormenores sobre o falecimento, a rapper referiu no seu website:

"Ainda não consigo falar da morte do meu pai, posso dizer que foi a perda mais devastadora da minha vida. Muitas vezes dou por mim a querer telefonar-lhe. Ainda mais agora que morreu. A vida é engraçada nesse sentido. Que a sua alma descanse em paz. Foi muito amado e a sua falta será muito sentida".

Recorde-se que Robert morreu no dia 12 de fevereiro após ser atropelado por um carro entre a Roslyn Road e a Raff Avenue, em Nova Iorque. O condutor responsável pelo acidente terá, alegadamente, fugido do local. Mais tarde, Charles Polevich, de 70 anos, decidiu entregar-se às autoridades, acabando por ser processado por dois crimes.

Note-se que Polevich teve de pagar uma fiança de 250 mil dólares. Para além disso, foi obrigado a entregar o seu passaporte e foi proibido de sair de Nova Iorque. O processo continua em tribunal.

Leia Também: Fotografia atrevida de Nicki Minaj gera correria de fãs a... Crocs

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.