Fátima Lopes esteve esta quarta-feira à conversa com Maria Botelho Moniz para de uma forma rara falar publicamente sobre a sua relação com a imagem e com o corpo.

Dona de uma excelente forma física, a apresentadora de 51 anos confessa que nem sempre se considerou bonita.

"Na minha adolescência era uma pessoa gorda e portanto fiquei com uma imagem de mim própria, de uma pessoa gorda. E mesmo quando passei a ser magra, olhava para o espelho e via uma pessoa gorda na mesma", admite, explicando que a psicoterapia teve um papel fundamental para passar a lidar melhor com a sua imagem.

"Foi preciso fazer um trabalho de me aceitar, seja eu gorda, magra, já com banhocas, com celulite porque tenho 51 anos, com a pele a ficar descaída, a ficar com rugas. E sabes o melhor? Eu gosto de cada uma dessas coisas", defende a apresentadora da TVI.

Fátima garante que com o tempo aprendeu a gostar mais de si e a lidar melhor com a sua image. Se há uns anos seria impensável sair de casa sem maquilhagem, agora é ao natural que a estrela dos programas da tarde mais gosta de se ver.

Leia Também: Fátima Lopes denuncia fraude: "Estão a usar abusivamente o meu nome"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.