Jorge Corrula foi um dos muitos artistas que na noite de quarta-feira, dia 13, usaram as suas redes sociais para se mostrarem em desacordo com as novas medidas de confinamento apresentadas no mesmo dia pelo governo português.

O ator considerou desajustado que igrejas continuem abertas e jogos de futebol da primeira liga não sejam cancelados, mas que teatros e espaços culturais tenham de fechar a partir de sexta-feira.

"Morre-se da cura?!? Morre-se do incumprimento! Morre-se da irresponsabilidade! Morre-se da ignorância! Morre-se do desgoverno! MORRE-SE SEM TEATRO! ...sem Cultura", lamenta o ator.

Leia Também: "Haverá casos de pobreza extrema, fome, gente a ficar sem casa"

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.