Liliana Queiroz esteve esta semana no programa 'A Tarde é Sua', da TVI, para em conversa com Fátima Lopes recordar a sua marcante história de vida.

A modelo, que ficou conhecida depois de posar para a revista Playboy Portugal e ser eleita Miss Playboy, percebeu com apenas nove anos que os pais eram viciados em drogas e álcool.

"Eu sabia lá o que é que eram pratas a queimar", conta, recuando ao momento em que viu os pais drogarem-se em casa.

Liliana contou à família o que estava a acontecer e foi aí que passou a viver com os avós paternos.

Aos 25 anos, a modelo perdeu o pai e entrou em depressão profunda. Ficou dois anos fechada em casa até que um convite para entrar no 'Big Brother VIP' a "salvou".

Agora, já depois de ter sido mãe, Liliana diz ter conseguido perdoar os pais e, mais importante ainda, ter deixado de se culpar pela infância conturbada que teve. "Eu era uma criança, não podia intervir, agora percebo isso", afirma.

Leia Também: "Não tenho doenças, passado de drogas ou vida polémica, já não sou cool"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.