Alan Hamel, marido de Suzanne Somers, contou que a artista foi sepultada com umas botas Timberland e explicou a razão.

"A Suzanne nunca teve umas botas próprias para caminhar em piso com rochas, então encomendei as botas Timberland", começou por contar à People.

O casal mantinha uma rotina de "caminhar até ao topo de uma montanha". Quando chegavam ao topo, "almoçavam, faziam uma sesta e depois voltavam a descer".

"Cada vez que ela calçava as Timberland, dizia: 'Estou a usar-te e as minhas botas vão manter-me segura'", recordou Alan Hamel.

Suzanne Somers morreu no dia 15 de outubro, um dia antes de completar 77 anos, vítima de um cancro da mama. Alan Hamel conta que a mulher tinha "todos os manolo blahnik já feitos", e que seria "previsível, mas não muito pessoal", Suzanne "calçar [um manolo blahnik] na sua última viagem".

Leia Também: Raquel Tavares de luto: "Consola-me saber que lhe dei uma última alegria"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.