Na sequência de uma notícia veiculada esta segunda-feira, dia cinco, dando conta de que o Papa Francisco teria recebido em 2015 a carta de uma vítima que descrevia abusos sexuais por parte da igreja Chilena, Maria Vieira voltou ao Facebook, ressuscitou as suas polémicas opiniões e fez duras críticas ao sumo pontífice .

“Que este Papa é comunista e grande amigo e admirador dos ditadores socialistas da Venezuela, de Cuba, da Bolívia, entre outros, já toda a gente sabia”, começou por escrever a atriz, que foi mais longe nas suas observações e acusou o Papa Francisco de ser conivente com o crime de pedofilia.

“Que o senhor apoia, protege e difunde o Islamismo, também toda a gente sabe, mas esta revelação é bem mais grave e coloca em causa a conivência deste homem que devia ser de Deus, com o terrível crime de pedofilia, expondo desta forma o aparente conluio que ele tem com a Nova Ordem Socialista, Islâmica, Pervertida e Totalitária que pretende tomar conta do mundo”, acrescentou.

“Felizmente ainda tem gente de bem, que luta contra esta gente do mal, e no final o BEM haverá de vencer o MAL, como sempre acaba por acontecer. Que Deus nos proteja a todos”, concluiu Maria Viera numa possível referência à Associated Press, que divulgou o conteúdo da carta entregue ao Papa Francisco.

Notícias ao Minuto

© Facebook - Maria Vieira

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.