Luísa Castel-Branco é a mais recente figura pública a juntar-se à onda de protestos nas redes sociais contra a decisão tomada pela juíza Isabel Pereira Neto, do Tribunal de Paredes, que optou por absolver um homem de 37 anos do crime de violência doméstica depois de este ter sido apanhado a arrastar a mulher pelo pescoço.

A escritora partilhou uma publicação de Nuno Markl sobre o caso e na legenda da mesma deixou clara a sua revolta.

"Agradeço ao Nuno Markl esta cópia do seu post. E peço a todos que aqui vêem para memorizarem o nome desta juíza. A vergonha que eu sinto é do tamanho da insensibilidade de alguém que tem como dever zelar pelos outros, pelos mais fracos. É isto a justiça em Portugal. Depois admiram-se de número record de mulheres assassinadas no nosso país", esgrima Luísa.

Leia Também: Caso de violência doméstica indigna figuras públicas. "Vergonha de país"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.