Linda Evangelista decidiu falar abertamente sobre a cirurgia estética a que se submeteu há cinco anos, a qual acabou por desfigurar o seu corpo, uma vez que a intervenção não correu como era expectável.

A ex-modelo, de 56 anos, deu uma entrevista à revista People onde fala do procedimento - CoolSculpting - que consiste numa técnica de "congelamento da gordura" e que é promovida como uma intervenção não invasiva. No caso da celebridade, deixou-a "permanentemente deformada" e "brutalmente desfigurada".

"Adorava estar na passarela. Agora tenho medo de me encontrar com alguém que conheço", disse Linda à publicação sem conter as lágrimas. "Não consigo mais viver assim, a esconder-me e envergonhada. Não conseguia mais viver com esta dor. Estou disposta a falar finalmente", adiantou.

Linda explica que três meses após o tratamento começou a sentir protuberâncias na zona do queixo, coxas e seios, as mesmas áreas que eram suposto terem diminuído.

"Tentei resolver eu o problema, pensando que tinha feito alguma coisa de errado. Cheguei ao ponto em que já não comia nada. Pensava que estava a perder a cabeça", recorda, notando que não parava de aumentar de tamanho.

Em junho de 2016 acabou por ir ao médico onde foi diagnosticada com hiperplasia adiposa paradoxal. Este é um dos efeitos colaterais em menos de 1% das pessoas que se submetem ao referido tratamento. Em vez de a gordura desaparecer, esta engrossa e expande-se.

Veja aqui as imagens dos resultados contrários do tratamento.

Leia Também: Linda Evangelista diz que ficou "desfigurada" devido a cirurgia estética

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.