Novos pormenores sobre o processo de divórcio de Brad Pitt e Angelina Jolie. O ator terá dito que o juiz contratado para tratar da separação deveria ser do agrado da ex-mulher, uma vez que foi ele que tratou do seu casamento, relata o Page Six.

Estas afirmações surgiram depois de Jolie ter contestado o profissional e de ter pedido a sua substituição no processo, por este ter uma ligação com a advogada de Pitt.

No entanto, documentos de tribunal indicam que o pedido deverá ser negado, uma vez que os argumentos apresentados por Jolie não são os suficientes.

Para além disso é referido que terá sido a própria a pedir a intervenção de John W. Ouderkirk em determinadas ocasiões.

Ou seja, na visão da equipa de defesa de Brad Pitt esta será apenas uma tentativa de Angelina para atrapalhar as negociações tendo mostrado uma "má fé" da sua parte.

Importa notar que faltam resolver uma série de questões relacionadas com a custódia dos seis filhos e património financeiro.

Leia Também: Divórcio de Angelina Jolie e Brad Pitt chega a um novo impasse

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.