O jornalista da BBC Martin Bashir não irá ser indiciado criminalmente por causa da entrevista que fez à princesa Diana em 1995, noticia a imprensa internacional.

Em outubro de 2020, o jornal Sunday Times revelou que Bashir, agora com 58 anos, manipulou Lady Di para que esta lhe concedesse a entrevista, chegando a falsificar documentos bancários e alegando que os mesmos pertenciam ao irmão da princesa, Charles Spencer.

Após meses de investigação por parte das autoridades londrinas foi decidido que "nenhuma ação será tomada" contra Bashir, que se encontra atualmente a recuperar de uma cirurgia ao coração e outras complicações de saúde relacionadas com a Covid-19.

De recordar que foi nesta conversa que Diana alegou que o seu casamento com o príncipe Carlos estava "sobrelotado" por ser uma relação a três, referindo-se a Camila, duquesa de Cornualha.

Leia Também: Meghan Markle acusa palácio de espalhar "boatos" sobre ela e Harry

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.