Jessica Athayde, tal como a grande maioria dos portugueses, passou o Dia do Pai longe da família e do progenitor. Porém, os dias de quarentena levaram a atriz a refletir sobre os últimos meses e sobre a importância que a família realmente tem na nossa vida.

Como forma de assinalar o Dia do Pai, esta partilhou nas suas redes sociais um texto emotivo onde confessa ter passado os últimos tempos zangada com o progenitor.

"O meu Pai. Não vejo o meu pai há meses, não o abracei quando podia, amuei ou chateei-me com o que não tinha importância. Esta quarentena mete tudo em perspetiva, ou melhor alinha as nossas prioridades ainda mais (falo por mim). O pai, infelizmente, faz parte do grupo de risco, como tantos outros portugueses com uma saúde frágil. Assim que tenha oportunidade, seja daqui a 15 dias, 30 dias ou 60, irei abraço-lo assim que tiver autorização e seja segur . E levar o Oli para fazer o mesmo", declarou Athayde, que como medida de propagação da Covid-19 está em casa com o filho.

Por fim, esta deixou um recado a todos os seus fãs: "Se tiverem em quarentena com os vossos aproveitem muito. Até lá, beijo muito o homem cá de casa - Oliver Amaral".

Leia Também: Jessica Athayde assinala Dia do Pai com fotografia de Diogo Amaral

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.