Harvey Weinstein foi levado para o hospital após ter sido considerado culpado de ato sexual criminoso em primeiro grau, cometido em 2006 (queixa apresentada por Miriam Haley), e de violação em terceiro grau, acusação que remete a 2013 (no caso de Jessica Mann). Ainda assim, o júri - composto por sete homens e cinco mulheres - absolveu o ex-produtor das principais acusações de agressão sexual predatória, que poderiam resultar numa sentença de prisão perpétua.

Após o veredicto, Weinstein estava a caminho da prisão de Rikers Island para aguardar a sentença, no dia 11 de março, quando foi levado para Bellevue, onde existe uma unidade que presta assistência médica aos prisioneiros.

A representante do ex-produtor, Juda Engelmayer, descreveu a situação como uma "medida de precaução". No entanto, alguns meios de comunicação dos EUA relataram que Harvey ter-se-á queixado com dores no peito, como destaca a a Sky News.

Leia Também: Harvey Weinstein considerado culpado após acusações de violação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.