Harvey Weinstein apresentou-se em tribunal um dia depois de ter sido transferido de uma prisão de Nova Iorque para Los Angeles, por causa de um novo processo de acusações de crimes sexuais, envolvendo cinco mulheres.

Weinstein, 69 anos, que chegou a ser um dos mais influentes produtores de cinema dos Estados Unidos, está a cumprir uma pena de 23 anos de prisão por violação e agressão sexual a duas mulheres.

Com o novo processo de acusações em Los Angeles, o produtor arrisca uma condenação cumulativa de 140 anos de prisão.

Segundo a Associated Press, os crimes pelos quais vai ser julgado no processo em Los Angeles terão ocorrido entre 2004 e 2013 em hotéis na Califórnia, que o produtor habitualmente utilizava em eventos da indústria cinematográfica, nomadamente na semana dos Óscares.

Weinstein, cuja série de acusações de crimes sexuais desencadeou o movimento feminino #MeToo, foi condenado em fevereiro de 2020 a 23 anos de prisão por violar uma produtora televisiva e cinematográfica, em 2006, e uma atriz, em 2013.

Em janeiro deste ano, o produtor foi obrigado a pagar uma compensação de 14 milhões de euros às mulheres que o acusaram dos crimes de abusos sexuais pelos quais foi condenado.

Leia Também: Harvey Weinstein transferido para a Califórnia devido a novas acusações

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.