O príncipe André tem boas hipóteses de sair ilibado das acusações de agressão sexual que enfrenta. Isto depois de ter sido tornado público um acordo feito em 2009 pela alegada vítima, Virginia Roberts Giuffre.

O documento revela que a mulher que acusou o príncipe André concordou em não processar ninguém relacionado com Jeffrey Epstein que pudesse ser considerado um "potencial réu".

Virginia Roberts Giuffre aceitou receber 500 mil dólares de Jeffrey Epstein para colocar fim às acusações. Os advogados do príncipe André acreditam que este detalhe faz com que a alegada vítima não possa processá-lo.

Recorde-se que a norte-americana acusou o filho da rainha Isabel II de abusos sexuais que terão acontecido em 2001, quando tinha 17 anos. O processo está relacionado com uma rede de tráfico sexual organizada por Jeffrey Epstein, amigo próximo do príncipe que morreu em 2019.

Leia Também: Meghan Markle poderá testemunhar em processo contra príncipe André

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.