À semelhança de tantas celebridades na indústria do entretenimento, também Taylor Swift foi uma das que denunciou um caso de assédio no qual foi vítima.

O caso deu-se a 2 e junho de 2013, durante um encontro. Na altura, David Mueller – nome do DJ – terá pedido para tirar uma fotografia com a cantora, mas acabou por lhe apalpar o rabo, conforme a mesma garantiu posteriormente em tribunal.

O final do processo ditou que o DJ tivesse de pagar um dólar a Swift, um valor simbólico para incentivar todas as vítimas de assédio a nunca se calarem.

Por causa de tudo o que aconteceu, Mueller acabou por perder o emprego que tinha na rádio, mas agora teve uma nova oportunidade. Atualmente, encontra-se a apresentar o programa da manhã ‘Jackson & Jonbob’, sob o pseudónimo Stonewall Jackson.

Em entrevista ao Daily News, Larry Fuss, o diretor da Delta Radio, defendeu Mueller dizendo que ele “estava a dizer a verdade ou era o melhor mentiroso do mundo”. “Eu sentei com ele cara a cara em Minneapolis antes de lhe oferecer o emprego. Acredito na versão dele da história, e a maioria das pessoas que conversaram com ele pessoalmente também”, conclui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.