Diana Taveira não é apenas uma 'miúda linda', mas sim uma mulher com duas paixões muito vincadas, a televisão e também a política. Descubra todas as curiosidades e um pouco mais sobre a vida da apresentadora da MTV Portugal.

Depois de um mestrado de marketing, como é que se muda para a televisão?
Marketing não deixa de ser comunicação, acaba por estar tudo ligado, mas acredito que uma pessoa pode ter várias vertentes e vários interesses e isso é o que sucede comigo. A paixão da televisão manifestou-se desde cedo e até antes de ingressar no Mestrado já ia a castings para apresentação, simplesmente achei que seria um bom complemento para a minha formação, algo que me imaginaria um dia a fazer, mas nunca desisti em primeiro lugar daquilo que sempre quis: televisão.

Quando é que surgiu este bichinho?
Eu sempre gostei de estar diante de muita gente, em cima de palcos, a fazer algo que captasse a atenção das pessoas, e sempre tive muito à vontade a fazê-lo, mas este bichinho surgiu de uma forma mais concreta quando fui ao meu primeiro casting aos 19 anos, que foi precisamente para a MTV Portugal, adorei a experiência, na altura não venci, mas fiquei nas finalistas, o que me fez acreditar que um dia poderia vir a ser possível.

Preferes estar à frente das câmaras como repórter ou atrás como produtora?
Gosto dos dois aspectos do trabalho televisivo. Eu sou muito organizada e controladora, e para mim a produção encaixa muito bem nessas características da minha personalidade. Por outro lado adoro estar em frente a uma câmara, aí é onde sou realmente realizada. Acho que os dois trabalhos se podem perfeitamente complementar, mas se tivesse de escolher, optaria pela apresentação/reportagem.

O que é que essa experiência te ensinou?
Ensinou-me a dar valor ao conceito de equipa, e compreender que todos somos importantes para o produto final que aparece na nossa televisão em casa, a produção é o esqueleto de uma equipa que desenvolve um produto televisivo.

Começaste a concorrer ao casting da MTV muito novinha, o que é que te cativou a fazê-­lo?
Sinceramente, foi um feeling, sentia que era capaz de o fazer e possivelmente fazer da apresentação a minha vida, gosto de comunicar, de conhecer pessoas novas, adoro desafios e todo o conceito do casting encaixava nessa minha linha de pensamento.

O que é que achaste do casting?
A forma como a MTV estrutura e organiza os castings é fantástica. A equipa por detrás do MTV VJ Casting consegue numa semana apenas traçar o perfil total de um candidato, quer a nível pessoal ou profissional, através das várias provas e etapas que temos de concretizar. Na altura senti que aprendi muito, poderia dizer que se tratou quase de um curso intensivo de televisão, o que me fez gostar ainda mais desta área.

Qual foi a sensação de teres sido finalmente escolhida?
É prova de que a perseverança, o trabalho, a dedicação, a consistência e o acreditarmos em nós acima de tudo, pode dar frutos. Desde o meu primeiro casting para a MTV Portugal, até ao convite para ingressar o canal passaram 8 anos de muitos momentos, de altos e baixos, mas em que nunca deixei de acreditar que era possível ter o trabalho que sempre quis.

É fácil trabalhar com o Diogo?
O Diogo é exatamente aquilo que as pessoas conhecem da televisão, bem disposto, simpático, com um carisma enorme e isso transpõe-se para o trabalho, é muito fácil trabalhar com o Diogo, neste momento não somos colegas de trabalho, somos amigos que trabalham juntos.

Como é que surgiu o convite para seres a protagonista do videoclip do Nelson Freitas?
Eu e o Nelson já nos conhecemos há algum tempo, bem antes da MTV Portugal entrar na minha vida. O convite foi simples, o agente dele na altura ligou-me a perguntar se estaria livre no dia a seguir para gravar um videoclip com o Nelson, e eu disse que sim, foi tudo muito rápido e em cima da hora, mas o resultado está à vista, mais de 20 milhões de visualizações e toda a gente adora a música.

É difícil ser uma 'miúda linda'?
A minha interpretação da “miúda linda” é o retrato de uma mulher confiante e independente, com certezas do que quer, e ser essa mulher não é fácil mas acredito que valha a pena. Aliás, as “coisas” difíceis são bem mais desafiantes e interessantes.

Sabemos que tens duas paixões a televisão e a política, se te pedíssemos para escolheres uma, qual seria e porquê?
Nesta fase da minha vida, escolho a televisão sem dúvida, adoro o que faço, estou num canal e num ambiente de trabalho que acredito qualquer pessoa gostaria e deveria passar por uma experiência e vivência destas na vida. Mas acho que ainda tenho muito a aprender com os muitos desafios que se atravessam à minha frente diariamente enquanto profissional, sou feliz no que faço, mas ainda com um longo percurso pela frente para chegar onde realmente quero.

Para terminar, quais são os teus projetos para o futuro?
Antes de mais, gostava de continuar ligada à MTV, mas se surgisse um convite para um projeto que considerasse desafiante iria sempre tentar conciliar com a MTV Portugal, esta é a minha casa, onde me deram a oportunidade e acreditaram em mim, e isso vale muito!

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.