O filme Harry Potter foi um grande lançamento para a sua carreira e depois desse trabalho, Daniel Radcliffe tem tido papéis mais complexos e desafiadores, como na comédia, drama, suspenses, onde tem dado muito de si.

O intérprete do bruxinho mais famoso do cinema admitiu que de todos os oitos filmes de J.K. Rowling, o que menos gostou de fazer foi o sexto, ‘O Enigma do Príncipe.

"Em todos os filmes até o sexto, você consegue ver um grande avanço na minha atuação. Há um retrocesso, talvez, no sexto filme. No sexto, eu me lembro de assisti-lo e pensar, "Uau, não houve evolução". Assistir a um erro que fez todos os dias durante 11 meses, foi assim que eu o vi. Eu tinha a ideia de que Harry era como um soldado traumatizado pela guerra, e como resultado disso, ele se desliga emocionalmente. Essa não é uma má ideia, mas não é a coisa mais interessante para ver durante duas horas e meia”, revelou o ator numa entrevista à Playboy.

Daniel tinha 12 anos quando o primeiro filme foi lançado, e disse ainda que “adorava o trabalho”.

“Eu adorei a partir da palavra ação. Eu amei estar no set. Amei as horas trabalhando. Amei as pessoas. Adorei a loucura, as coisas estranhas que eu tinha que fazer todos os dias. Atuar foi o foco para mim, e eu não ia fazer nada que comprometesse ser um ator”, acrescentou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.