O nome de Bill Clinton volta a estar envolvido em mais uma polémica relacionada com a sua vida amorosa.

Dolly Kyle, aquela que terá sido uma das suas amantes durante mais de 30 anos, escreveu um livro onde conta pormenores controversos sobre o político norte-americano.

Os dois conheceram-se quando ainda eram adolescentes e o caso só terminou quando Bill se mudou para a Casa Branca.

No livro - ‘Hillary the Other Woman: A Political Memoir’, a autora refere que Bill era viciado em sexo e que chegou a dormir com mais de duas mil mulheres.

As reações de Hillary Clinton também são descritas. A atual candidata presidencial é definida como uma “terrorista”, por ter ‘infernizado’ a vida das amantes do marido.

“Parece não haver limites em relação ao que Hillary fará para destruir os seus inimigos. Se Bill teve relações sexuais com duas mil mulheres e nós apenas sabermos sobre uma dúzia delas, onde estão as outras? Tremem de medo, provavelmente”, constatou a autora.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.