"Não conheço muito bem a Raquel Tavares... até conheço melhor a irmã, mas gosto das duas. Fiquei a pensar na decisão da Raquel deixar de cantar por ser algo que, neste momento, não lhe faz sentido. É preciso coragem para isto. Para deixar de se fazer aquilo que não se gosta e também coragem para fazer o que se gosta", começou por escrever António Raminhos na sua página do Instagram, referindo-se ao anúncio que a fadista fez em conversa com Cristina Ferreira, de acabar com a carreira.

"Muitos de nós somos 'obrigados' a fazer o que não gostamos... mas mesmo no meio do nosso dia de rotina, de 'obrigações', é possível encontrar tempo para fazer o que gostamos", continuou, falando da sua própria experiência no mundo das artes.

"Seja 1h, 30 minutos ou apenas dez. Ler, escrever, exercício, crochet ou olhar para as árvores. Porque esses dez minutos vão dar-nos tempo, inspirações, ideias para que um dia, quem sabe, possamos largar aquilo que não gostamos. Beijinhos para a Raquel Tavares e para todos os que decidirem começar a fazer um pouco daquilo que gostam", concluiu.

Leia Também: Carolina Deslandes apoia Raquel Tavares. "És e serás uma das maiores"

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.