Após lamentar a morte do afro-americano George Floyd, Lea Michele foi acusada de ter sido racista por uma ex-colega da série 'Glee', Samantha Ware.

A atriz, de 33 anos, não ficou indiferente à revolta da antiga colega e fez questão de pedir desculpa publicamente.

Numa partilha que fez nas redes sociais, Lea prometeu "ser melhor no futuro" e admitiu que a sua "posição privilegiada e a imaturidade" possam contribuíram para causar dor a Samantha, de 28 anos.

No entanto, mesmo tendo pedido desculpa, Lea insistiu que "não se lembra da declaração específica" de ameaçar "defecar na peruca de Samantha", em 2015. "Peço desculpa pelo meu comportamento e por qualquer dor que tenha causado", escreveu.

Michele disse que "nunca julgou os outros pela origem ou cor de pele", mas frisou que aprenderá com os erros que cometeu no passado para que "possa ser um verdadeiro exemplo para o filho".

Recorde-se que a atriz está grávida do primeiro filho.

Veja a publicação na íntegra:

Leia Também: Lea Michele acusada de ter sido racista com ex-colegas de 'Glee'

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.