A Ilha Terceira, nos Açores, tem uma riqueza gastronómica que chama a atenção de quem a visita. Através das suas iguarias é possível conhecer um pouco da sua história e cultura. Saborear um bolo D. Amélia, a famosa Alcatra ou ainda as Sopas do Espírito Santo, é embarcar numa viagem dentro da própria viagem.

Venha visitar esta ilha, aproveitando os voos para a Terceira da TAP.

A famosa Alcatra

Ir à Terceira significa provar a Alcatra, que tanto pode ser de carne de vaca como de peixe. É uma iguaria típica da região e imperdível.

Trata-se de um prato cuja confecção é feita lentamente, num tacho de barro, para que todos os ingredientes se apurem bem e deixem engrossar o molho. Este é feito à base de toucinho, cebola, alho, louro, pimenta e vinho. 

O acompanhamento é geralmente feito com pão ou massa sovada.

Além da Alcatra, e associados às festividades do Espírito Santo, não deixe de provar as Sopas do Espírito Santo e o Cozido. 

Os doces (que dão água na boca!)

Se é guloso, não deixe de provar o doce mais famoso da Terceira, os bolos D. Amélia. Aqui, o mel de cana e a canela assumem destaque entre os restantes ingredientes: açúcar, ovos, manteiga, farinha de milho, farinha de trigo, passas e noz-moscada. O nome do doce tem uma lenda associada, por causa da passagem da rainha D. Amélia pela Ilha Terceira, em 1901.

Mas não se fique apenas por estes bolos. Prove ainda os coscorões, as cornucópias (com recheio de doce de ovos) ou o arroz doce.

E para acompanhar todas estas iguarias, a freguesia dos Biscoitos é conhecida pelas suas vinhas, onde nasce um tipo específico de vinho, o Vinho Verdelho dos Biscoitos.

Bolos D. Amélia
créditos: Centro Regional de Apoio ao Artesanato/Governo dos Açores

Museu do Vinho

Visite o Museu do Vinho para conhecer a história do vinho na região e ilha. Aqui também se conta a história e a importância da casta Verdelha ao longo dos séculos.

O museu também tem uma sala dedicada à Etnografia da região, onde ficará a conhecer os instrumentos e objetos utilizados ao longo dos tempos. A visita não termina sem antes espreitar a Adega do Vinho Verdelho, a destilaria, a Sala de Provas, a Sala de Engarrafamento e a sede da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.

Onde provar alguma da gastronomia típica

Vários guias e especialistas em viagem recomendam estes locais para provar o que de mais saboroso se faz na ilha (seja doce ou salgado).

Pastelaria O Forno: Para provar um D. Amélia, na Rua de São João, no centro de Angra do Heroísmo. De fabrico caseiro, o Forno tem uma vasta oferta de doçaria regional.

Ti Choa: Localizado na Serreta, este restaurante familiar vai recebê-lo de braços abertos, num ambiente acolhedor. São especialistas em gastronomia típica da Ilha Terceira. Entre as diversas ofertas, não deixe de provar o doce de vinagre.

Caneta: Em Altares, do lado norte da ilha, encontra este restaurante onde pode provar a gastronomia mais típica. Com 20 anos de existência, começou como um pequeno snack bar.

Boca Negra: Em Porto Judeu, este espaço peculiar oferece, entre várias iguarias, o polvo que se come com pão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.