Pelo sétimo ano consecutivo, Viena apresenta-se como a cidade europeia com melhor qualidade de vida, revela o estudo da Mercer. Os restantes lugares são ocupados por Zurich (Suiça) e Auckland (Nova Zelândia), fechando o top 3.

Há que salientar um dado importante: apesar das incertezas económicas, as cidades da Europa Ocidental continuam a disfrutar do mais alto nível de qualidade de vida a nível global, preenchendo 7 lugares no top 10.

De uma lista que engloba 230 países, Lisboa posicionou-se em 42ºlugar, subindo um lugar face ao ano passado.

O estudo da Mercer identifica também o ranking de segurança pessoal destas cidades, baseando-se em fatores como a estabilidade interna, criminalidade, aplicação da lei local e na relação do país com outros.

Também neste domínio as cidades europeias voltam a liderar, com com Luxemburgo a surgir com a cidade mais segura. Berna, Helsínquia e Zurique surgem todas empatadas no 2º lugar do ranking.

Lisboa ocupa o 59º lugar, colocando-se acima de cidades como Lyon (62º), Milão (63º) ou Barcelona (64º).

Singapura apresenta-se como a cidade asiática mais bem cotada tanto a nível de segurança pessoal (8º posição) como a nível de qualidade de vida (26º lugar).

Damasco (Síria) e Bagdad (Iraque) fecham o ranking, apresentando-se como as cidades menos seguras do mundo. De acordo com o estudo “Quality of Living 2016” isto deve-se ao facto de ambos os locais testemunharem violência contínua e ataques terroristas que pesam na vida diária dos cidadãos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.