O Wine & Music Valley realiza-se a 14 e 15 de setembro na margem do rio Douro, mais precisamente no Porto Comercial de Cambres, e além de dois palcos dedicados à música, um Chef’s Stage, uma Wine Village, uma VIP Village, uma área de Wine Experience e uma roda gigante, a organização acaba de apresentar uma zona de glamping, com vista para o Douro, situada nas piscinas da Régua do Clube de Caça e Pesca.

Para maior conforto dos festivaleiros, o Wine & Music Valley terá uma área de glamping com tendas para duas a quatro pessoas, sendo possível adquirir packs com estadia de duas noites (de 14 a 16 de setembro) e passe para os dois dias do festival (normal ou VIP), a partir de 92,50€.

Os interessados não terão de se preocupar em trazer roupa de cama nem toalha de banho, uma vez que está tudo incluído no pack, além de poderem também contar com infraestruturas equiparadas às de um hotel de topo, com a vantagem do teto estar forrado com um céu cheio de estrelas, a combinar com todas aquelas que vão passar pelos três palcos do evento.

Será uma zona de glamping com todas as condições onde os festivaleiros poderão usufruir tanto das piscinas, como das infraestruturas de apoio, com toda a segurança e distinção.

Sobre o Wine & Music Festival

Os três palcos do recinto vão estar recheados de música, vinho e gastronomia de excelência. Prova disso é o line-up do Douro Stage e do Wine Stage, que contam com artistas nacionais e internacionais tais como Bryan Ferry, Seu Jorge, Mariza, António Zambujo, Xutos e Pontapés, Salvador Sobral, Carolina Deslandes, Wet Bed Gang, Dj Vibe & Rui Vargas, The Black Mamba, HMB, Fogo Fogo, Xinobi & Anna Prior, entre outros.

Pelo Chef’s Stage, palco que coloca a gastronomia no centro do entretenimento, passarão espetáculos protagonizados por conceituados chefs, entre live cooking shows e degustações, com nomes Estrela Michelin como Rui Paula, Miguel Castro e Silva, Vítor Matos, e nomes que mostrarão o melhor da cozinha da região como Pedro Pena Bastos, Tiago Bonito e Tiago Moutinho. À mesa neste mesmo palco senta-se, também, a música. No primeiro dia será Fernando Alvim o responsável pela banda sonora do Chef’s Stage e no segundo dia do evento a composição sonora fica a cargo do projeto Rua das Pretas, criado pelo franco-brasileiro Pierre Aderne, numa performance-tertúlia ao vivo que materializa, num só momento, o conceito do festival (ligando o vinho à música).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.