Foram precisos 10 anos para que, das ruínas, nascesse um hotel de quatro estrelas na margem direita do rio Douro. Chama-se Pestana Douro Riverside, foi inaugurado em abril e é a mais recente abertura do grupo. A unidade foi construída nas antigas instalações da Fábrica Floral, que durante os seus quase 100 anos de atividade se dedicou à produção de perfumes, sabonetes e velas, e cuja história serviu de inspiração para o mood e decoração deste empreendimento localizado em Gondomar.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

“O hotel foi todo construído à volta das flores”, explica Beatriz Oliveira, guest service manager, ao SAPO Lifestyle sobre este espaço que pretende levar os hóspedes numa viagem sensorial onde todos os detalhes fazem a diferença. Na zona da receção, os três elementos que mais saltam à vista são a chaminé de tijolo original com o nome da fábrica, uma parede repleta de frasquinhos de perfume antigos que foram encontrados durante o processo de reabilitação do edifício e os dois candeeiros de teto feitos com frascos de perfume de diversas cores. Mas o tributo ao reino das flores não fica por aqui. “Cada piso corresponde a uma flor [Lavanda, Lírio, Amendoeira, Jasmim, Cerejeira, Gerânio e Flor de Laranjeira] e as cabeceiras das camas são decoradas tendo em conta essa flor”, refere sobre os quartos que, a par do conforto, têm algo que é extremamente cobiçado: muita luz natural.

Um hotel familiar com vista para o rio

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Os 165 quartos do Pestana Douro Riverside estão virados para aquela que é uma das zonas mais procuradas pelas famílias durante o verão: a infinity pool. “A piscina tem muita exposição solar e a água acaba por não ser muito fria. Um dos comentários que mais temos dos hóspedes é que a água é bastante agradável, apesar de não ser aquecida”, diz a guest service manager que refere que a mesma permanecerá aberta até as condições meteorológicas permitirem. O pool bar adjacente, onde é possível desfrutar de um cocktail ou de uma refeição mais leve enquanto apanha sol nas espreguiçadeiras, tem uma particularidade interessante: dá a sensação de que está atracado em cima do rio.

Dentro ou fora de água, relaxar é a palavra de ordem. Sendo este um hotel para toda a família, neste local o que não faltam são atividades para miúdos e graúdos: DJ, música ao vivo e dança são algumas das propostas de animação durante a época balnear. Para os mais pequenos há ainda o Kids Club, aberto entre julho e setembro, e uma sala de jogos que convida a uma partida de snooker ou matraquilhos. Uma vez que as estadias prolongadas são habituais durante o verão, o Pestana Douro Riverside consegue dar reposta a essa necessidade e acomodar famílias numerosas. “Todos os alojamentos têm varanda à exceção do piso 1, em que a vista não é tão desafogada, mas têm uma vantagem: são quartos familiares que permitem ter uma ou duas camas extra”, explica o diretor do hotel, Pedro Pinto.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

A vista privilegiada para o rio Douro é, sem sombra de dúvida, uma das grandes valências do hotel e que conquista de imediato todos aqueles que o visitam. A vasta área exterior permite que os hóspedes possam aproveitar o bom tempo e a beleza da paisagem envolvente como bem entenderem: nas zonas relvadas, na esplanada do bar e restaurante ou no pontão. “O hotel tem áreas para que, quando estivermos cheios, todos os hóspedes tenham espaço e zonas de conforto e de estar”, diz Beatriz Oliveira, referindo que o objetivo é que todos os clientes se sintam em casa. Tendo em conta que o pontão é um local muito concorrido para ver o pôr do sol ou tomar o pequeno-almoço, o Pestana Douro Riverside disponibiliza um pack especial que proporciona aos hóspedes uma experiência romântica: um jantar à luz das velas privado e intimista.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Outro ponto a destacar é a sua localização. Todos aqueles que quiserem explorar o Porto podem fazê-lo sem grandes complicações. O seu posicionamento permite que os hóspedes estejam próximos do centro da cidade – a uma distância de 10 minutos da Ribeira – mas sem que isso afete o silêncio e tranquilidade que a propriedade consegue proporcionar. “É um hotel que está praticamente no Porto, mas está fora do Porto. É muito sossegado, muito tranquilo”, afirma o diretor. O hotel tem ainda acesso direto ao passadiço Polis, com uma extensão de cerca de três quilómetros e que liga Gramido ao Palácio do Freixo, onde é possível dar um passeio a pé ou fazer jogging.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Para além de organizar eventos de pequena dimensão, esta unidade hoteleira destaca-se por oferecer algo que parece ser difícil encontrar no Porto e que tem gerado grande procura entre o público de business e corporate: salas de conferência. Com capacidade para 600 pessoas, o piso permite que diversas empresas da zona Norte possam realizar eventos, reuniões ou palestras com vista para o rio.

Cocktails, grill e flores: uma mistura explosiva (e improvável)

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Os elementos aromáticos estendem-se ao edifício verde do Douro Riverside que alberga o bar e o restaurante do hotel. No The Great Daisy os clientes são convidados a relaxar e a experimentar entre uma grande variedade de bebidas. Entre cocktails, mocktails, gin, vinho do Porto ou Moscatel, o mais difícil vai ser mesmo escolher. Apesar de o ponto forte serem as bebidas, aqui os hóspedes também encontram diversas opções para trincar durante o dia. O espaço, com uma decoração inspirada no estilo art deco e que remete para os loucos anos 1920, não vai deixar os fãs de literatura indiferentes que, certamente pelo nome, adivinham o livro que serviu de inspiração: The Great Gatsby da autoria de F. Scott Fitzgerald. “A Daisy era o grande amor do Gatsby e foi esse trocadilho que se fez aqui”, elucida Beatriz Oliveira, ao mesmo tempo que enumera alguns dos pormenores decorativos mais marcantes, como as cores, o pé alto do edifício e as boiseries, que conferem charme a este espaço.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

O Aroma é o restaurante do hotel onde é servido o buffet de pequeno-almoço e refeições à carta. Ao jantar, o SAPO Lifestyle foi recebido pelo chef Tony Salgado que, desde 2015, coordena a unidade do Pestana Palácio do Freixo. Fomos presenteados com uma seleção surpresa de alguns dos pratos em teste da nova carta. “Este restaurante tem um conceito mais aberto a famílias, mais casual e o tema predominante é o grill. Passa tudo pelo fogo, fumo, calor e algumas iguarias mais picantes”, frisa sobre o espaço que tenta sempre incorporar produtos sazonais nas suas criações.

Para entrada fomos surpreendidos com um creme de abóbora assada com bacon tostado, crème fraîche e cebolinho (9€) e um clássico imperdível no mundo dos grelhados: umas ribs de porco com molho barbecue caseiro (10€). Polvo grelhado com azeite e cebola confitada com arroz de grelos (16€) e entrecôte com batata recheada com mostarda antiga, paprika, bacon e queijo da Serra (preço sob consulta) foram as seleções para pratos de peixe e de carne. Cada um deles veio acompanhado de uma grande variedade de legumes que são grelhados, a gosto e na hora, pelo próprio cliente num mini grill.

A “cereja no topo do bolo” desta experiência gastronómica é mesmo a sobremesa: uma pavlova de frutos vermelhos com pétalas de rosas cristalizadas e raspas de chocolate (preço sob consulta). De forma a incorporar os elementos aromáticos do hotel e conferir um elemento surpresa no seu restaurante, Tony Salgado decidiu criar uma carta de sobremesas subordinada ao tema floral. Crème brûlée de jasmim acompanhado de espumante rosé (5€), brownie com sorbet de flor de laranjeira (6€) e panna cotta com calda de camomila e ruibarbo (6€) são outras das iguarias disponíveis. Mas será que o público aprova estas sobremesas ‘fora da caixa’? “O brûlée tem sido um sucesso e já tivemos clientes a pedirem-no fora do âmbito do restaurante”, refere o chef, que adianta que, para este tipo de sobremesas resultar, o segredo está na prudência. “Tudo tem que ser feito com o peso e medida corretos. As coisas florais, ao mínimo descuido, ficam desagradáveis. Está lá o sabor, mas depois passa para um nível que não é apetecível e isso é um grande desafio.”

No Magic Spa tem direito a muito mais do que uma simples massagem

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Durante a estadia de uma noite, o SAPO Lifestyle foi experimentar uma das massagens exclusivas disponíveis no Magic Spa: uma Magic Serenity (85€). Durante 60 minutos, ficamos entregues às mãos de Alexandra de Jesus que realizou uma massagem de relaxamento de corpo inteiro. Mas mais do que proporcionar um momento zen e realizar os tratamentos pretendidos, a terapeuta deve estar sensível às necessidades específicas de cada cliente e, sempre que possível, fazer os reajustes necessários. E foi precisamente isso que aconteceu durante a sessão. “Fizemos uma Serenity, mas, dada à falta de circulação nas pernas, aproveitei-me da situação e fiz um [Magic] Rebalance nessa zona. Ajudei na parte da drenagem e na parte da linfa”, referiu sobre o procedimento que se fixa nos 85 euros.

Pestana Douro Riverside

Morada: Avenida Escritor Costa Barreto, nº60 , 4420-445 Valbom, Gondomar, Porto

Contacto para reservas: 210 158 100

Magic Spa

Horário: 10:00 - 19:00

As massagens desportivas (que vão tratar o tecido e ajudar nas contraturas), drenantes (indicada para quem tem pés inchados e dificuldade na circulação da linfa) e relaxantes (para quem quer relaxar) são as mais procuradas pelos hóspedes, mas aqui também é possível optar por uma massagem a quatro mãos ou para casal. Para além disso, o menu do Magic Spa ainda contempla diversos serviços de estética, como manicure, pedicure e depilação, e tratamentos de rosto. “Temos o Flash Effect [150€], com efeitos faciais em que se nota logo uma diferença, acompanhados por massagem e também temos só faciais de 30 minutos com produtos específicos [75€]”, explica Alexandra sobre a oferta desta unidade hoteleira que dispõe de duas salas de massagem e de uma piscina interior aquecida onde é possível relaxar durante os meses de inverno.

Pestana Douro Riverside
Divulgação

Mas para tratar o corpo e a alma, mais do que mãos de fada, também é preciso incorporar os produtos certos. Neste tipo de tratamentos são utilizados cremes ou óleos, cujo processo de mistura é preparado de forma manual pelo próprio spa. “É um óleo que tem como base óleo de coco ou de amêndoas doces e, a partir daí, incorporamos os óleos essenciais que achamos adequados para aquela situação. Neste caso em específico usamos a camomila, que é reestruturante, e a lavanda, que é extremamente calmante e relaxante”, refere Alexandra Jesus, que elucida sobre a importância da aromaterapia enquanto complemento às terapêuticas convencionais. “O nosso corpo é uma carga de energia, tem eletrões e protões, ou seja, cargas positivas e negativas. Temos de descobrir o que está em falta, se é o positivo ou o negativo. De acordo com isso ver qual é o aroma que precisamos de inalar com mais frequência para acalmarmos ou energizarmos e equilibrarmos o nosso corpo”, remata.

Apesar de, atualmente, as portas do Magic Spa só estarem abertas aos hóspedes, está nos planos do Pestana Douro Riverside - cujo preço médio por noite ronda os 140 euros - alargar os seus serviços ao público em geral.

O SAPO Lifestyle foi a convite do Pestana Douro Riverside.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.