Segundo o Observador Cetelem Páscoa 2018, 47% dos inquiridos planeiam fazê-lo este ano e a grande maioria, 39%, tem intenções de as passar em Portugal.

O crescimento do turismo entre nós tem vindo a promover o país, não só lá fora, mas também junto dos portugueses, que têm cada vez mais vontade de aproveitar o que temos para oferecer, como se comprova no total de 39% de inquiridos que passará férias em Portugal.

Já é possível passar férias em casa de Elvis Presley ou de Frank Sinatra
Já é possível passar férias em casa de Elvis Presley ou de Frank Sinatra
Ver artigo

O estudo Observador Cetelem Páscoa 2018 conclui, ainda, que apenas 8% dos portugueses planeiam passar o período de férias da Páscoa fora do país. Entre estes, a Europa é a preferida, preferencialmente países europeus vizinhos como Espanha ou França, sendo residual o número de inquiridos que aproveitará este período para viajar para fora da Europa.

Norte do país é uma das escolhas preferidas

Quanto às regiões favoritas dos portugueses para aproveitar o descanso nas férias da Páscoa, destaca-se o Norte do país, com 16% das escolhas, seguido do Sul, com 11%. A região Centro é a opção escolhida para 10% dos portugueses e apenas 2% dos inquiridos escolhem as ilhas da Madeira e dos Açores para passar as férias da Páscoa em 2018.

“A época da Páscoa e o turismo têm cada vez mais relevância para a economia nacional. Neste sentido, é interessante verificarmos que o país atrai não só turistas estrangeiros, mas também, e cada vez mais, os próprios portugueses. Saber para onde vão, quanto vão gastar e que tipo de férias esperam fazer é uma forma muito interessante de compreendermos quais as áreas que estão a captar mais interesse junto do público nacional”, explica Pedro Camarinha, responsável da Cetelem.

De acordo com o Observador Cetelem Páscoa 2018, a opção por passar férias dentro do país faz com que os gastos sejam menores em comparação com umas férias no estrangeiro.

Enquanto a maioria dos consumidores que pretendem passar férias em Portugal acreditam que irão gastar, no máximo, até 500 euros, 75% dos inquiridos que pretendem ir para fora do país admitem gastar mais que este valor.

De notar ainda que apenas 22% dos portugueses que vão passar férias pretendem utilizar cartão de crédito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.