As soluções mais simples são muitas vezes as mais eficazes. Em vez de adaptar o seu espaço de trabalho ou refeição quando as crianças querem brincar ou é tempo de aprender, porque não criar um local para o efeito? Para além de evitar estar a arrumar as mesmas coisas de novo, vezes sem conta, um espaço para elas facilita o uso de toda a sua criatividade, seja em termos lúdicos, seja agora, quando precisam de estar 100% focadas nos deveres escolares.

Existem vários estudos que enfatizam a importância dos espaços físicos no desenvolvimento e aprendizagem da criança, devendo a sua organização ser pensada de forma a oferecer um ambiente acolhedor e adequado à faixa etária. Um ambiente que as estimule e lhes permita brincar enquanto aprendem, mas que também favoreça a concentração necessária à realização de certas tarefas escolares mais sérias, incutindo assim um certo espírito de independência. Essa independência contribuirá para que a criança se sinta mais crescida e cada vez mais responsável pelo seu espaço e pelas tarefas diárias.

O desenvolvimento de uma nova rotina poderá ser explorada de forma muito interessante pelos pais no melhor interesse dos filhos. Fica a sugestão da criação conjunta de um horário ilustrado, com desenhos da criança, que inclua diferentes tarefas, umas escolhidas pela própria e outras pelos pais, e que a motive no seu cumprimento com entusiasmo.

No decorrer da situação atual que vivemos, será fundamental continuar a alimentar em casa a criatividade e o processo de aprendizagem em si, via sugestões da escola ou outros desafios que vão ao encontro das atividades que os seus filhos mais gostam.

O primeiro passo será escolher onde criar essa zona dedicada no ambiente da casa, podendo, inclusivamente, envolver a própria criança nessa escolha. Entre as opções possíveis destacamos:

  • Colocar a mesa de trabalho no escritório, possivelmente junto à sua secretária, numa tentativa de atribuir importância a esta nova rotina e tarefas;
  • Criar uma zona de trabalho num recanto do quarto, de forma a segmentar o espaço em diferentes áreas, mas mantendo todas num mesmo espaço exclusivo à criança;
  • Na impossibilidade de implementar as opções anteriores, criar uma área numa zona comum mais espaçosa, como por exemplo, a sala  de estar, de forma a que a criança se sinta acompanhada e apoiada em caso de necessidade.

As peças centrais de qualquer espaço de trabalho serão sempre o conjunto mesa e cadeira – e a Ergos Pack, da Nautilus, empresa especialista em mobiliário escolar e tecnologias para a educação, tem a solução perfeita para o efeito.

A funcionalidade do design destas cadeiras está pensada para favorecer a correta postura da criança e favorecer o seu tempo de concentração e consequente taxa de sucesso. Além disso, o seu sistema anti-balanço acrescenta um elemento extra de segurança, trazendo mais tranquilidade aos pais para deixarem os filhos brincar e aprender. A mesa tem uma superfície resistente e lavável, à prova das preocupações do costume, como tintas, plasticinas, canetas e afins, oferecendo uma boa área de trabalho para a criança e ainda espaço extra de organização para os materiais mais utilizados.

Estes materiais devem estar facilmente acessíveis e para isso é essencial organizá-los de forma original, mais uma tarefa a preparar com os mais novos. Esta responsabilização criativa irá, mais uma vez, promover a independência da criança e motivá-la a arrumar e ser organizada.

A história da Nautilus

O seu percurso começou em 1996 com a produção de mobiliário doméstico. Em 1999, passou a dedicar-se à produção de mobiliário escolar. A Nautilus diferencia-se da concorrência oferecendo uma solução completa e integrada para a realidade das escolas de hoje, cujas necessidades evoluíram.

Em 2006, chegou o reconhecimento internacional pela sua inovação na área das tecnologias para a educação, o Worlddidac, o prémio com maior prestígio e reconhecimento no setor da educação.

A implementação do Plano Tecnológico da Educação do Governo foi também um período de transição, no mercado nacional, resultando num grande impulso das vendas nacionais dos produtos da Escola Interativa, um conceito desenvolvido pela empresa, no qual se reúnem todas as tecnologias para a educação necessárias para tornar as aulas mais interessantes, criativas e produtivas.

Canetas de feltro, lápis de cor, lápis de cera, pastel, guaches, aguarelas, pincéis, folhas brancas, cartolinas, papel lustro, crepe, seda, feltro e eva, entre tantos outros, apresentam-se como um universo de possibilidades. Pode utilizar caixas com tampas coloridas para separação de materiais ou reciclar caixas de cereais, sapatos, ou outras que forradas, pintadas e decoradas resultarão num interessante complemento ao novo espaço. Cada recipiente deverá ter uma legenda feita pela própria criança, uma boa oportunidade para incentivar o seu filho a treinar as letras que começará, com o tempo, a associar às palavras.

As tarefas extra-escolares que propuser ao seu filho poderão inspirar-se numa técnica, no cruzamento da utilização de diferentes materiais, nas cores, em letras ou números – as possibilidades são infinitas. Envolva-se no processo para depois ter tempo de qualidade para si e para as suas tarefas.

Se a casa dispuser de um espaço exterior, o conjunto Ergos Pack pode ter uma utilização dupla: dentro de casa, é o escritório dos mais novos e lá fora um complemento ideal para as brincadeiras.

Produzido a partir de um material 100% reciclável, esta é uma solução que significa estar a fazer uma escolha responsável, algo fundamental na mensagem que certamente quer passar aos seus filhos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.