“Casa” não é apenas o interior. Por muito importante que este seja, há também que valorizar os espaços exteriores, tantas vezes desperdiçados.

Quer seja um jardim, um terraço ou mesmo uma simples varanda, todos estes espaços podem transformar-se numa zona relaxante, numa extensão da própria casa. E nada como aproveitá-los da melhor maneira.

As cidades estão cheias de prédios com varandas tristes e esquecidas. Muitos de nós nem damos pela sua existência, quando na verdade podiam ser o ponto de partida para o contacto com a natureza em pleno ambiente urbano.

FESTIVAL AO AR LIVRE

Ao olharmos para essas janelas, como imaginamos o interior da casa? Eu vejo uma casa fechada, escura. É talvez uma sensação apenas, mas o certo é que esta pode ser a primeira impressão da nossa casa e merece tanto cuidado como o interior.

Há ainda casas com enormes jardins nas traseiras, com muito potencial e nem sempre aproveitados. Ter um espaço assim e não o valorizar é quase um crime.

Se faz parte do grupo daquelas pessoas que tem um espaço exterior, por mais pequeno que seja, está na hora de o transformar num pedaço de paraíso pessoal.

Eis algumas dicas para o valorizar.

Verde, naturalmente ou nem por isso

Plantas e flores naturais são a melhor opção. Para além de regenerarem o ar, o seu aroma faz magia ao transportar-nos até à natureza, criando um ambiente calmo e tranquilo.

Mas na verdade, nem todos podemos ou conseguimos cuidar de um jardim natural. E isso não é motivo para deixar o seu espaço exterior ao abandono. As plantas e flores artificiais podem não ter as potencialidades das verdadeiras, mas oferecem o mesmo efeito visual e dão uma ilusão de natureza. É o caso da parede vertical, na imagem.

As dicas de Sofia Cotrim para aproveitar o espaço exterior da sua casa

Adeus, vizinhos e vistas desagradáveis

Os vizinhos ou uma vista menos agradável não têm de ser um problema. A solução pode estar numas simples palhinhas de bambu ou em plantas altas, que farão toda a diferença numa parede, varanda, grade ou jardim. Para além de garantirem uma maior privacidade, conferem colorido e um toque natural, e logo uma sensação de relaxamento.

Há, porém, que ter cuidado para que não fiquem demasiado altos, tornando-se sufocantes e roubando a luz natural.

Conforto

Cada área, sua função

O bem-estar que usufruímos nos espaços exteriores depende muito de como os organizamos. Num jardim ou pátio é fundamental separar as zonas conforme a sua função. São os casos da área de refeições, da piscina ou dum cantinho de leitura, só para falar de algumas.

As dicas de Sofia Cotrim para aproveitar o espaço exterior da sua casa

De pés bem assentes no chão

O conforto obtém-se através de muitos elementos, quer seja nos objetos, nas cores e até no chão. Este último é mesmo dos mais importantes, não fosse a nossa base de segurança. Deve, por isso, ser estável, sem desníveis ou buracos. Uma boa alternativa são os estrados de madeira, já que nivelam o chão, facilitam o escoamento das águas e transmitem visualmente conforto e segurança.

Decoração, o toque final

Por fim, há que decorar o espaço para o tornar mais aprazível e convidativo para momentos descontraídos.

Nada como uma espreguiçadeira para fazer lembrar a praia. Ou um pufe para transformar um pátio ou jardim num lounge. As almofadas ajudam a tornar o espaço mais confortável, enquanto os chapéus de sol oferecem a merecida sombra. Na LEROY MERLIN encontra estas e muitas outras opções giras e resistentes, à medida do seu espaço.

Dê largas ao verão, aproveite para abrir as portas e criar o seu próprio oásis com a ajuda da Sofia Cotrim e da Terapia da Casa LEROY MERLIN.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.