Carneiro – 21 de março a 20 de abril: Brighid, a deusa do Fogo

A deusa celta Brighid, a “luminosa”, representava o fogo sagrado. Era tríplice, pois nela existiam três deusas: a deusa da inspiração e da poesia, a deusa do fogo, da guerra e da ferraria, e a deusa da cura e da adivinhação. Etimologicamente, o seu nome significa “poder, força”. Havia uma legião de guerreiros chamados “Brigantes”, que eram os guerreiros de Brighid. Está, também, fortemente ligada à inspiração e à criatividade, sendo considerada a musa dos poetas e dos druidas. O seu poder é a força da inspiração, a capacidade mental que inspira a criação. Tinha profundos conhecimentos acerca dos poderes curativos das ervas e era uma poderosa guerreira, capaz de afugentar os inimigos com os seus destemidos gritos de guerra.

Dentro de cada mulher do signo Carneiro existe esta lutadora capaz de impressionar os que a rodeiam e de fazer sombra aos homens que “lutam” a seu lado. A mulher deste signo é, também, a inspiração espontânea da Natureza, o impulso criativo, aquela que resolve e cura todas as situações que à sua volta precisam de solução.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Brighid é a deusa que usa o fogo no seu poder transfigurador. Sempre que sentir necessidade de entrar em contacto com o seu mais profundo eu, acenda uma vela vermelha e, fitando a chama, deixe que ela traga à sua mente a inspiração de que precisa para escolher o caminho certo a seguir. A luz de Brighid arde no seu coração.

Touro – 21 de abril a 21 de maio: Gaia, a Mãe Terra

Gaia é, na Mitologia Grega, a deusa Mãe que deu origem a todos os outros deuses. Gerou, sozinha, os 12 Titãs, de onde depois nasceram os restantes deuses. Gaia representa o poder da Terra, a Natureza verdejante, a mãe que nutre, que alimenta e que protege os seus filhos.

Dentro de cada nativa do signo Touro existe uma deusa Gaia, que se encontra consigo própria de cada vez que está em contacto directo com a Natureza, quando caminha sozinha pela praia, quando cuida das suas plantas, quando cozinha o alimento que sustenta os seus filhos ou quando abraça o seu amado. Gaia é a deusa das coisas naturais, dos sentimentos puros, espontâneos, sem complicações nem justificações desnecessárias. Para que a deusa dentro de si seja feliz, mantenha sempre a ligação à sua fonte primordial de vida: o seu coração.

Preserve o contacto com as coisas mais simples da vida, pois são elas que lhe dão prazer: um jantar com alguém de quem gosta, uma cama com lençóis lavados, um bom perfume, um passeio com os seus filhos, um abraço dos seus amigos.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Num dia de sol luminoso arranje um vaso e sementes e plante, com amor, a sua flor preferida. Cuide dela carinhosamente, regando-a com regularidade, dando-lhe a luz e o alimento de que ela precisa, e vendo-a desabrochar em pleno. Essa flor representa a beleza que você possui dentro de si!

Gémeos – 22 de maio a 21 de junho: Psyche, a alma que se eleva

Psyche era uma mortal, de tal modo bela que Eros se apaixonou por ela e contrariou as ordens da sua mãe, Vénus, que invejava a beleza de Psyche. O seu nome significa “alma” e o seu mito, uma das mais belas histórias de amor, conta como esta destemida mulher se deixou levar pela sua curiosidade, acabando por superar a sua própria condição de mortal e ser elevada ao reino dos deuses. A sua coragem e ousadia fizeram com que vencesse sempre as provas que lhe foram impostas e superasse as barreiras que se erguiam à sua frente, até ter obtido a merecida recompensa. Levada por Zéfiro, senhor do vento, até ao castelo onde Eros a amou em segredo, Psyche representa a força da mente, que se eleva e voa para além das suas condicionantes.

Dentro de cada nativa do signo Gémeos existe alguém que corre o Mundo atrás dos seus ideais, que não desiste nem aceita tacitamente o que lhe é dado, que precisa de saber através da sua própria experiência, que faz acontecer. Psyche é a vitória da alma sobre as limitações terrenas, é a certeza de ter nascido livre e dona do seu próprio destino.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

A força de Psyche vibra ao sabor do vento, nos espaços abertos, no horizonte mais vasto. Sempre que precisar de entrar em contacto com a sua deusa interior faça uma caminhada até um lugar amplo, a perder de vista. Abra bem os braços e deixe que o ar que inspira a faça sentir-se leve e renovada. Lembre-se que não há barreiras que a possam prender, pois a leveza de Psyche levá-la-á sempre onde quiser ir.

Caranguejo – 22 de junho a 22 de julho: Iemanjá, a Senhora dos Mares

Iemanja é uma Orixá – uma divindade afro-brasileira, que se encontra entre os deuses e os Homens. Simboliza a mãe e, simultaneamente, a beleza feminina, estando intimamente ligada ao mar e ao poder das águas. Iemanjá governa os mares profundos e protege os pescadores. Sendo vaidosa, gosta de espelhos, de conchas e de ornamentos que a tornem ainda mais bela. Encarna a doçura e a generosidade para com os seus filhos, mas também os caprichos e a possessividade de uma mãe protectora.

Existe, dentro de cada nativa do signo Caranguejo, a essência de Iemanjá, que se revela na forma carinhosa como a mulher deste signo aborda o Mundo e cuida daqueles que ama, na sua maneira de ser sensível, atenciosa, e poderosamente intuitiva. Iemanjá governa as águas profundas das emoções das nativas deste signo, que se reencontram consigo próprias quando caminham na praia ou quando se banham nas águas salgadas do mar.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

O mundo sagrado de Iemanjá é o mar, a água. Sempre que lhe seja possível, vá sozinha até à praia, sente-se na areia molhada, deixe que as ondas brinquem com os seus pés e saiba que todas as preocupações, todas as mágoas e as tristezas se afastam com as marés. Deixe que o amor e a alegria brotem no seu coração, acredite que merece realmente ser feliz. Guarde uma conchinha consigo para se lembrar sempre desta verdade! Se não puder ir à praia, tome um banho de imersão, serenamente, sem pressas, e sinta o poder calmante da água.

Leão – 23 de julho a 23 de agosto: Sekhmet, a deusa toda-poderosa

A deusa egípcia Sekhmet, representada com cabeça de leoa, simboliza a força e o poder do Sol. O seu nome significa “poder”, sendo considerada a toda-poderosa – Sekhmet segura o Ankh, símbolo da vida eterna, e um ceptro. Associada à capacidade de destruir ou de curar, Sekhmet era temida pelo poder que tinha. Ela evocava os poderes do deus Rá (o Sol), dominando os mistérios da vida e da morte. A sua imagem é muitas vezes representada com um sol sobre a sua cabeça.

Dentro de cada nativa do signo Leão existe o poder desta deusa da vida, que se manifesta na forma firme como a mulher deste signo expressa a sua opinião, dita as suas regras a quem a rodeia ou “captura” e domina a presa que ama. Sehkmet tem tanto de ditadora quanto de justiceira, sendo generosa para aqueles que a conquistam. O coração de uma nativa de Leão tem o calor e o brilho de um astro-rei.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Sehkmet representa a força, a energia e a vitalidade. Você entra em contacto com a deusa dentro de si sempre que as suas acções têm um efeito directo nos outros, sempre que causam impacto. Evite isolar-se, pois o seu domínio é o palco, são as luzes da ribalta. Reúna os seus amigos, organize uma festa de vez em quando. O seu brilho é mais forte sempre que você ouve os merecidos aplausos.

Virgem – 24 de agosto a 23 de setembro: Deméter, a deusa que faz crescer as colheitas

Deméter era a deusa grega responsável por fazer a terra dar frutos. Chamada Ceres pelos Romanos, a ela se atribui o crescimento saudável dos cereais, base da alimentação do Homem. Representa, também, a passagem das estações do ano, essencial para que a Terra possa continuar a dar frutos. A sua filha Perséfone foi raptada por Hades, o que fez com que Deméter corresse Mundo à sua procura, deixando a Terra ao abandono. Quando finalmente fez um acordo com o deus das trevas e este concordou em devolver-lhe a filha durante metade do ano, a Terra voltou a florescer durante o período da Primavera e do Verão. Deméter simboliza, pois, também o amor maternal, capaz de fazer qualquer sacrifício pelos seus filhos.

Existe em cada nativa do signo Virgem a essência desta deusa, que se manifesta no cuidado profundo com que a mulher deste signo zela para que a sua família esteja bem, na forma como dá atenção a todos os pormenores para com os seus filhos, na necessidade íntima que sente de estar em paz e equilíbrio consigo própria, para sentir o solo sagrado que ela própria é florescer e dar bons frutos.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Crie o seu próprio “jardim secreto”, o qual pode ser realmente um jardim, ou não. Escolha um espaço onde se sinta bem e em paz consigo própria e com tudo o que a rodeia e crie o hábito diário de se refugiar durante alguns instantes nesse lugar mágico. Liberte a sua mente de preocupações, respire de forma pausada e profunda, e deixe que a deusa que existe em si lhe mostre o amor que a habita!

Balança – 24 de setembro a 23 de outubro: Afrodite, a Deusa do Amor e da Beleza

Afrodite era a deusa grega do Amor e da Beleza, a quem os Romanos chamaram Vénus. Nascida da espuma do mar e filha de Úrano, Afrodite personificava a beleza e a sensualidade, e os seus poderes de sedução eram de tal modo irresistíveis que todos os deuses suspiravam por ela. Apesar de representar o ideal feminino, Afrodite nunca aceitou passivamente o papel de esposa submissa, pois o amor foi sempre o seu apelo mais forte. Procurando a concórdia, mas não se deixando prender por ninguém, Afrodite deixou-se amar por inúmeros deuses e mortais.

Dentro de cada nativa deste signo existe a essência de Afrodite, que se mostra sempre que uma mulher Balança deixa no ar o encanto da sua passagem, a leveza da sua presença, que se insinua e que seduz com subtileza e graciosidade. Para estar em contacto com a sua deusa interior, cuide do espaço que a rodeia, preservando a harmonia e privilegiando a beleza, pois você precisa de estar num ambiente equilibrado para se sentir bem. Dedique a mesma atenção à sua relação com os outros, porque Afrodite rejubila quando se sente amada e apreciada exactamente como é.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Modifique a decoração do seu quarto através de pequenas alterações tais como um objecto decorativo que seja especialmente do seu agrado, uma vela perfumada que possa queimar quando precisa de se sentir em paz, tons suaves nas almofadas ou nas cortinas ou uma jarra de flores frescas. Afrodite sente-se em casa quando o seu lar é belo e harmonioso.

Escorpião – 24 de outubro a 22 de novembro: Lilith, a mulher indomável

Lilith é uma das figuras mitológicas mais ricas e mais intrigantes. Referida na Bíblia como a encarnação feminina das forças do mal, ela é a rainha das paixões, das tentações, do poder de sedução e do magnetismo. É referida como a serpente que seduziu Adão, pois existe a versão de que seria a sua primeira mulher, feita da mesma matéria que ele. Lilith é a força feminina que recusa submeter-se ao homem e que defende a sua igualdade perante ele. Associada ao poder lunar e às forças ocultas, ela é também chamada “a Lua Negra”. Ao longo da História esta deusa fascinou poetas, perdendo a conotação negativa que a Bíblia lhe deu, e passando a ser exaltados os seus atributos de sedutora, a sua sensualidade ímpar, a ligação ao mundo íntimo a que nenhum homem tem acesso.

Dentro de cada nativa do signo Escorpião existe uma face de Lilith, de mulher independente e indomável, que não aceita submeter-se ao domínio de outrem. As nativas deste signo possuem um mundo interior especialmente secreto e insondável, causando um forte impacto nas pessoas que as rodeiam, sendo sedutoras subtis mas muito poderosas.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:
Lilith é a senhora da noite, e é neste período que você melhor se pode encontrar com a deusa dentro de si. Pegue num espelho e olhe bem dentro dos seus olhos. Repare como são profundos e penetrantes. Saiba que nada nem ninguém manda na sua vontade, e que o seu instinto a levará sempre pelo caminho certo. Essa é a voz de Lilith dentro de si, nunca a cale!

Sagitário – 23 de novembro a 21 de dezembro: Diana, a deusa caçadora

A deusa romana Diana, a quem os Gregos chamavam Artémis, era a deusa da lua e da caça, venerada pela sua pureza e pela sua obstinação em fugir ao domínio de qualquer elemento masculino, homem ou deus. Os animais seguiam-na, sendo uma exímia caçadora. Conta a lenda que transformou em veado um caçador que a viu nua, enquanto se banhava. Diana encarna a mulher independente e decidida, livre na sua natureza mais selvagem, sensual e inteligente.

Esta é a deusa amazona que vibra dentro de cada mulher Sagitário, a eterna aventureira do Zodíaco, capaz de correr o Mundo sem se cansar. Ela manifesta-se na ousadia e na frontalidade com que as nativas deste signo encaram o Mundo, tendo sempre uma palavra a dizer, assim como na absoluta necessidade de liberdade que têm, e que nelas se torna o seu principal guia.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Para entrar em contacto com Diana, agarre na mala e saia, sem dizer nada a ninguém, por uma tarde inteira. Descubra ruas que nunca viu antes, fale com pessoas que não conhece, ria e desfrute da vida no que ela tem de mais puro e mais genuíno. A sua deusa interior é uma deusa de caça, e não nasceu para estar fechada. Para ser feliz, saia Mundo fora e partilhe a magia imensa que brilha dentro de si com quem se cruza no seu caminho!

Capricórnio – 22 de dezembro a 20 de janeiro: Atena, a deusa da rectidão e da justiça

A deusa grega Atena, chamada Minerva pelos Romanos, representava a ordem e a justiça que mantêm equilibrada a civilização. A ela eram associadas a estratégia de guerra e a sabedoria que permitia vencer os adversários. Prudente, sensata e reservada, manteve-se sempre casta e nunca se entregou a nenhum homem ou deus, pois o seu propósito era outro, elevado e nobre. Simbolizando a habilidade necessária para vencer, Atena foi uma das divindades mais adoradas pelos atenienses, pelo seu papel de destaque no campo de batalha. Existe, dentro de cada nativa do signo Capricórnio, a chama da vitória da deusa Atena. As mulheres que nascem sob esta influência são poderosamente determinadas e não permitem que nada as demova dos seus objectivos. Fazem os sacrifícios que forem necessários, podendo por vezes passar por pessoas frias, porque têm uma força imensa dentro de si, que as chama sempre a ir mais longe, mais além. Essa é a luz de Atena a brilhar no seu coração.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Atena é a deusa que vence. Você entra em sintonia com a sua deusa interior quando alcança um objectivo, quando concretiza um projecto, quando conquista uma vitória. Habitue-se a ter um quadro (que pode ser uma folha branca colada na parede) onde escreve os seus objectivos – a curto, a médio e a longo prazo – e onde assinala cada sucesso que alcança. Crie um objecto simbólico de algo importante que tenha alcançado e olhe para ele frequentemente, para se lembrar do quão forte e determinada você é.

Aquário – 21 de janeiro a 19 de fevereiro: Ísis, a deusa alada

A deusa Ísis é uma das mais conhecidas da mitologia egípcia. Sendo mãe de Hórus, ela representa a mãe e a esposa ideais que são, ao mesmo tempo, a mulher independente e defensora das causas em que acredita. Ísis estava ligada à natureza e à magia, usando-a para beneficiar aqueles que dela mais precisavam. Protegia os fracos e defendia os desfavorecidos, sendo por isso venerada como uma divindade feminina forte e com um carácter destemido. As asas que a representam simbolizam a independência e a liberdade que vivem dentro de cada nativa do signo Aquário. Tal como Ísis, a mulher deste signo é uma mãe guerreira que prepara os seus filhos para a vida ensinando-os a serem autónomos. Envolve-se em todo o tipo de causas que considera justas e segue os seus fortes ideais. Tem uma ligação profunda à Natureza, cujos mistérios aceita sem exigir explicações. Ísis faz a mulher Aquário voar no seu próprio céu.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Ísis está em paz dentro de si de cada vez que você segue o seu próprio caminho, que se sente em liberdade e que cumpre aquilo que a sua vontade lhe dita. Procure, pelo menos uma vez por semana, fazer um passeio pela Natureza, num espaço aberto, onde possa encher de ar os pulmões e sentir a magnitude do Mundo que se estende à sua volta, e do qual você é parte integrante!

Peixes – 20 de fevereiro a 20 de março: Perséfone, a deusa entre dois mundos

Perséfone era, na Mitologia Grega, a filha de Deméter, raptada por Hades, senhor das trevas, que a levou consigo para o seu reino das profundezas. A sua beleza e feminilidade destacavam-se de tal forma que até Afrodite a invejava. Perséfone era uma mulher irresistivelmente bela, dócil e sensível. Apesar de ser raptada por Hades, apaixonou-se por este senhor da escuridão, e para não lhe voltar costas nem desagradar a sua mãe, a quem também amava, comeu um bago de romã, que a obrigava a retornar sempre ao reino das trevas – quando a Terra se veste dos tons de Outono e de Inverno.

Em cada nativa de Peixes existe a sensual beleza de Perséfone e a sua poderosa intuição que lhe permitiu comunicar e estabelecer a ligação entre os dois mundos – a superfície da Terra e o reino das trevas. Tal como Perséfone, as mulheres deste signo procuram sempre agradar aos que amam, sendo capazes de fazer os maiores sacrifícios por eles. Combinam, de forma única, a força com a fragilidade, o misticismo com a simplicidade.

Dica para estar em ligação com a sua Deusa interior:

Adquira um talismã, que deve escolher de acordo com a sua intuição. Pode ser uma caixinha de segredos, um cristal de Quartzo transparente ou uma ametista, um fio com um simbolismo especial, ou até uma conchinha que apanhou na praia. Crie o hábito diário de olhar para ele e de sentir a sua energia. Essa mesma beleza, simultaneamente tão simples e tão profunda, é o poder da deusa que brilha dentro de si!

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.